Concorrência chinesa afeta 25% das empresas brasileiras

A concorrência com produtos chinesas afeta uma em quatro empresas industriais brasileiras. E dentre as empresas expostas à concorrência chinesa, uma parcela de 45% perdeu participação no mercado interno.

As conclusões acima fazem parte de pesquisa da CNI (Confederação Nacional da Indústria), com base nas respostas de 1.529 empresas, de grande, médio e pequeno porte, entre os dias 4 e 19 de outubro do ano passado. Os resultados foram publicados somente hoje.

A pesquisa mostra ainda que a concorrência chinesa também determinou a perda de mercado externo. Dentre as empresas exportadoras consultadas, mais da metade (52%) concorre com os produtos asiáticos, e nesse grupo, 67% perderam clientes externos.

No caso do mercado doméstico, os efeitos dessa concorrência foram mais sentidos em quatro setores: produtos de metal, couros, calçados e têxteis. Enquanto no caso do mercado externo, a perda de clientes foi mais intensa nos setores têxteis, de Volume importado cresce quase quatro vezes acima da produçãomáquinas e equipamentos, além de produtos de metal, bem como o setor calçadista.

Tópicos:
  



Comentários