Vendas de veículos recuaram 34,73% na quinzena

Cledorvino Belini havia avisado: as vendas de veículos em janeiro vão cair cerca de 27% em relação a dezembro, como sinalizaram as estatísticas dos últimos dez anos. Por enquanto, a tendência histórica não se confirma, porque a queda foi sensivelmente maior na primeira quinzena de janeiro em relação aos primeiros 15 dias de dezembro, de 34,73%, para 121.564 unidades. Ainda assim, o número supera o do mesmo período de janeiro de 2010, de 104.676 unidades. Na primeira quinzena dezembro foram emplacados 186.261 veículos.

O único segmento que não registrou recuo foi o de ônibus, com 1.341 unidades emplacadas, contra 1.259 da primeira quinzena de dezembro (971 nos primeiros 15 dias de janeiro do ano passado). Os automóveis tiveram queda de 37,27% (para 88.419 unidades), os comerciais leves de 27,96% (25.596 unidades), os caminhões de 25,09% (6.208).

Nos primeiros quinze dias de janeiro foram emplacadas 70.001 motos, uma queda de 25,72% sobre a primeira metade útil de dezembro.

Marcas
Na primeira quinzena de janeiro a Volkswagen (26,1%) deixou a Fiat para trás no ranking de vendas de automóveis (20,97%). A GM ficou com 18,84% de participação, a Ford com 9,79% e a Renault com 6,06%.

Entre os comerciais leves a liderança foi da Fiat, com 20,65%, seguida da Volkswagen (14,87%), GM (13,38%), Ford (10,88%), Toyota (6,80%), Hyundai (6,54%) e Mitsubishi (6,24%).

Na soma de automóveis e comerciais leves, a VW (26.883 unidades) levou vantagem sobre a Fiat (23.826 unidades). A alemã ficou com 23,58% do mercado de leves, enquanto a italiana registrou 20,90% de participação.

Os dados são da Fenabrave, com base no Renavam.

Tópicos:
  



Comentários