Nasa apresenta aviões do futuro

A Nasa mostrou as propostas das empresas Lockheed Martin, Northrop Grumman e Boeing para os aviões que devem começar a voar em 2025

No fim de 2010, a Nasa assinou contrato com três empresas - Lockheed Martin, Northrop Grumman e Boeing - para aprimorar o projeto de uma nova geração de aviões, que deverá voar por volta de 2025. Os projetos então apresentados eram muito diferentes uns dos outros.

Agora a agência espacial norte-americana divulgou as versões dos projetos selecionados, conforme apresentados pelos participantes. Não se sabe ainda se os projetos finais se parecerão com estes que foram agora apresentados.

O que se sabe é que todos os projetos finais terão de cumprir as metas impostas pela Nasa para gerar menos ruído, emitir menos poluentes e gastar menos combustível.

Convivência de tecnologias
Cada aeronave terá de atender aos três requisitos mesmo tempo, o que está exigindo que os projetistas montem verdadeiros quebra-cabeças, nos quais novas tecnologias deverão conviver com tecnologias atuais, já testadas e mais baratas.

Os aviões do ano 2025 também deverão ser capazes de operar com segurança nos novos sistemas de gerenciamento de tráfego, onde imperarão conceitos com o de pousos automatizados e aeroportos menores. Embora, quando fale de aviões do futuro, a Nasa nunca esconda seus planos de aviões hipersônicos, a ideia agora é construir aviões que voarão a até 85% da velocidade do som.

A autonomia exigida das novas aeronaves é de cerca de 11,2 mil quilômetros e a capacidade de carga deverá ficar entre 22,5 mil e 50 mil quilogramas, seja carga, passageiros ou ambos.

Tópicos:
  



Comentários