Novo fluido evita contaminação bacteriana


Continua depois da publicidade


O novo fluido de usinagem Hysol 48 BF, lançado recentemente pela Castrol Brasil, foi desenvolvido com uma tecnologia de aditivação que possibilita alta bioestabilidade, mesmo sendo isento de Boro. Além de reduzir o uso de biocidas e a formação de odores desagradáveis, o produto ainda é considerado ecologicamente correto por não possuir cloro e enxofre em sua fórmula - fator indispensável para as empresas que pretendem se manter em conformidade com as normas ambientais.

Segundo Flávio Deminicis, Gerente de Serviços Técnicos da Castrol Industrial no país, o produto pode ser utilizado em diversos tipos de materiais, mesmo em operações severas. O uso tanto em sistemas centralizados como em reservatórios individuais é complementado pela possibilidade de utilização em materiais ferrosos ou de alumínio. Por isso considerado um fluido multifuncional.

“O Hysol 48 BF está em uso em sistemas centralizados de um grande fabricante de veículos no Brasil com grande sucesso. Não houve nenhuma adição de aditivo biocida no decorrer de 12 meses de uso, os sistemas estão estáveis sem odor nem contaminação microbiana”, explica Deminicis.

Como a contaminação de uma emulsão por bactérias se dá através da água, poeira, ar e é potencializada através de tramp oil (óleo hidráulico, barramento, etc.), o novo fluido ganha destaque por evitar esta contaminação. É a presença dessas bactérias, que podem ser anaeróbias (se proliferam na ausência de ar) e/ou aeróbias (se proliferam em ambiente com ar), que normalmente causam o mal cheiro nos fluidos de usinagem.

Tópicos:



Comentários