Brasagem une peças de materiais diferentes

A brasagem é um processo térmico utilizado para união de diversos componentes e peças. Diferente da soldagem, nesse processo o material de adição é diferente do material de base, com ponto de fusão mais baixo. Com isso, é possível unir peças de metais diferentes que, de outra forma, seriam incompatíveis.

Como a temperatura de fusão do material de base não é atingida, ocorre a fusão apenas do metal de adição empregado, preenchendo as junções por efeito capilar. As formas comerciais mais comuns do material de adição são arames, varetas, chapas, fitas, barras, pós, pastas ou ainda peças já conformadas.

Normalmente são utilizados fornos contínuos, com temperaturas que variam de 450° C a 1250° C, dependendo do material de base. A escolha deste forno garante a alta produtividade e a repetitibilidade da qualidade. Além disso, também é possível unir diversos pontos simultaneamente, em menores prazos (quando comparado a processos similares, como soldas MIG), com menos custos.

Os principais materiais de base em quese utiliza a brasagem são aços carbono, inoxidáveis, fundidos, metais não ferrosos, como alumínio latão e bronze, e cerâmicos como nitretos e grafites.

Tópicos:
  



Comentários