Mais de 11 mil pessoas visitaram a Mec Show 2010

Em sua terceira edição, a Mec Show 2010 – Feira da Metalmecânica, Energia e Automação registrou mais de 11 mil visitantes nos três dias de evento, que se realizou ente 28 e 30 de julho, na Grande Vitória, Espírito Santo. Máquinas, robôs, equipamentos submarinos e Rodadas de Negócios foram responsáveis por contratos que giraram de R$ 30 mil até R$ 2 milhões. Ao todo, 120 expositores estiveram presentes em uma área de 10 mil m².

A Oxipira, de Piracicaba, por exemplo, vendeu quatro máquinas, totalizando um montante da ordem de R$ 1,6 milhão, e tem expectativa de finalizar outras quatro negociações no pós-feira. Já a Messer Cutting, de Jundiaí, fechou quatro pedidos de empresas capixabas, somando R$ 2 milhões.

A Cimhsa, empresa que comercializa máquinas operatrizes de Curitiba, vendeu cerca de 10 equipamentos, o que totalizou um montante aproximado de R$ 400 mil. Já o Grupo Megga, de São Paulo, comercializou R$ 1,5 milhão.

A Unistamp, presente desde a primeira edição da Mec Show, das oito máquinas expostas na feira, sete foram vendidas, o que rendeu uma receita na ordem de R$ 750 mil.

O organizador da Mec Show 2010, Marcos Milanez, explicou que para o próximo ano pretende contar com a participação de 150 expositores e realizar quatro dias de evento. “A feira se consolidou como um ambiente para negócios e troca de conhecimento”, afirmou.

Programação paralela
A Mec Show 2010 contou com oito auditórios que receberam mais de 3 mil visitantes. No primeiro dia, o destaque ficou para a mesa redonda sobre os investimentos em Anchieta, na região Sul do Espírito Santo.

Três projetos serão responsáveis pela geração de cerca de 6 mil empregos diretos e uma injeção de recursos em torno de R$ 15 bilhões. Com a participação do prefeito de Anchieta, Edival Petri, e do secretário de Estado de Desenvolvimento, Márcio Félix, o debate contou ainda com o gerente geral da Samarco, Maury de Souza Júnior, e do vice-presidente da Companhia Siderúrgica Ubu, Dimas Bahiense.

No segundo dia, engenheiros de 16 estados brasileiros participaram do X Congresso Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial e debateram sobre os impactos da descoberta do pré-sal na profissão e os projetos desenvolvidos por grandes empresas do Espírito Santo.

A Rodada de Negócios do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) resultou em R$ 24,7 milhões em perspectivas de negócios futuros, entre 15 empresas âncoras e 110 fornecedoras capixabas.

O governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, também esteve presente e ressaltou a consolidação da Mec Show e a importância do setor metal-mecânico para a economia capixaba, que representa 17% do PIB estadual e conta com cerca de 1,5 mil empresas.

No último dia da Mec Show 2010, fornecedores locais discutiram as oportunidades de negócios na cadeia do petróleo e gás, que prevê um cenário de investimentos da ordem de R$ 54 bilhões e a geração de 48 mil empregos diretos até 2014.

Tópicos:
  



Comentários