Programa do BNDES financia fabricantes de plástico

Imagem: Divulgação

Um novo programa de financiamento foi lançado pelo BNDES para incentivar a produção de plástico. O BNDES Proplástico tem por objetivo reduzir o déficit comercial do setor, avaliado em cerca de US$ 1 bilhão.

Segundo o gerente da Área Química e Petroquímica do banco, Gabriel Gomes, o programa é destinado à indústria plástica de terceira geração petroquímica, conhecida como indústria de transformados plásticos, e cobre desde a produção até a parte de reciclagem.

A iniciativa foi aprovada dia 8 de junho e já está disponível. Embora contemple empresas de todos os portes, o Proplástico pretende atingir, principalmente, as médias empresas com faturamento anual entre R$ 10 milhões e R$ 300 milhões, uma vez que as micro e pequenas empresas do setor já são apoiadas por meio do Cartão BNDES, para negócios efetuados pelo portal eletrônico da instituição, e da linha Finame, para aquisição de máquinas e equipamentos.

As operações de crédito podem ser contratadas até setembro de 2012, com prazo de financiamento de dez anos e até três anos de carência. A dotação orçamentária é de R$ 700 milhões, com valor mínimo de apoio por empresa de R$ 3 milhões. A avaliação será feita caso a caso.

Podem se candidatar aos recursos do BNDES empresas de transformados plásticos que fazem embalagens, utensílios, peças, filmes de plástico, distribuidores de resinas; empresas de reciclagem, de máquinas, equipamentos e moldes para a indústria plástica.

Outro objetivo do programa é apoiar a renovação do parque industrial. Dados do BNDES mostram que o setor de transformados plásticos engloba cerca de 11 mil indústrias no Brasil, das quais 70% são microempresas, responsáveis pela geração de 300 mil empregos.
Tópicos:



Comentários