Messer expõe máquina a plasma de corte em chanfro

Imagens: Divulgação

Durante a 28ª Feira Internacional da Mecânica, entre 11 e 15 de maio, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, a Messer do Brasil vai expor seu mais recente modelo de máquina de corte térmico. Trata-se da OmniMat, primeira máquina de corte em chanfro do país, que até o ano passado somente era produzida na Alemanha e nos EUA.

Segundo o CEO da Messer do Brasil, Ralf Dippold, a decisão de também fabricar esse equipamento no Brasil foi tomada para que a empresa pudesse atender às necessidades de seus clientes. “A maioria tinha dificuldade em custear a importação dessa máquina, uma vez que a carga tributária é sobrecarregada. A expectativa é que a primeira unidade da OmniMat deixe a nossa linha de produção ainda neste semestre”, afirma.

De acordo com Dippold, praticamente todos os componentes do equipamento são produzidos localmente. “Buscamos sempre, junto com nossos fornecedores, aumentar o número de itens nacionalizados. É importante destacar que uma grande parte do valor agregado dessa máquina vem da mão de obra brasileira. Temos contratado muitos jovens formados em escolas técnicas da nossa região, que normalmente são treinados em nossa matriz na Alemanha e no fornecedor de fontes plasmas nos Estados Unidos”.

A OmniMat é indicada para empresas de médio e grande porte dos setores de caldeiraria, estaleiros, offshore, açúcar e álcool, implementos, estruturas metálicas, prestadores de serviço e todos os outros que precisam de cortes em chanfro.

Com um porte robusto, dupla motorização longitudinal e guias lineares de alta precisão, a OminiMat é recomendada para larguras de trabalho de até 7,8 mil mm. “Esse equipamento proporciona dinamismo e precisão durante o processo de corte e contornos, e uma baixa vibração”, destaca Dippold.

A velocidade de posicionamento da OmniMat é de até 35 metros por minuto. Já a capacidade de controle é de até 32 eixos e quantas ferramentas couberem, de acordo com o tamanho da máquina.

Como agora é produzida no Brasil, a OmniMat pode ser adquirida por meio de recursos como o Financiamento de Máquinas e Equipamentos (Finame) ou leasing.




Comentários