Chávez ameaça renacionalizar a Sidor

Se não mudar sua política de comércio em favor da Venezuela Sidor pode ser renacionalizada

Fonte: IBF - 07/05/07

Mais uma vez o governo venezuelano ameaçou fazer a renacionalização da Sidor, maior siderúrgica do país. A última ameaça ocorreu na semana passada, a partir do presidente Hugo Chávez, que declarou que a companhia pode voltar ao controle estatal se a Sidor não mudar sua política de comércio em favor da economia da Venezuela.

Chávez disse que a Sidor exporta seus produtos, enquanto as companhias locais, como produtoras de tubos, precisam importar o aço que utilizam, ouviu a Steel Business Briefing da imprensa local.

“Se a Sidor não quiser mudar suas práticas, eles irão me forçar a nacionalizar a companhia”, disse Chávez. Ele falou durante visita à produtora de tubos Invetubos, que foi reativada por um grupo de investidores locais após onze anos fechada.

O governo venezuelano controla 20% do capital da Sidor, e outros 20% são controlados por funcionários da companhia e aposentados. O restante é controlado pelo grupo Ternium, de Luxemburgo que, por sua vez, tem como acionista majoritário o grupo argentino Techint.
Tópicos:



Comentários