Medidores de vazão de gás geram créditos de carbono

Foto: Endress+Hauser

Os instrumentos de medição sempre ajudaram a controlar e otimizar a produção. Mas eles também ajudam o meio ambiente. Um exemplo são os medidores de vazão de gás, fornecidos pela Endress+Hauser para a Sadia, gigante da indústria alimentícia.

Com os medidores de vazão por dispersão térmica, os suinocultores podem controlar a vazão de biogás nos biodigestores das granjas de criação de suínos. O controle é necessário para atender aos requisitos do Programa 3S do Instituto Sadia, o primeiro da indústria brasileira de alimentos aprovado pela ONU na metodologia Programa de Atividades.

O projeto engloba a instalação de biodigestores que tratam e quantificam a produção de biogás, que pode ser aproveitado para uso dos fazendeiros em geração de energia ou calor usados na própria criação. Ainda está prevista a geração de créditos de carbono, que poderão ser negociados pelo Instituto Sadia. Cerca de mil suinocultores já contam com medidores de biogás instalados em suas propriedades.

O diretor da Endress+Hauser, Carlos Behrends, explica a escolha da solução para a Sadia: “Precisávamos fornecer um instrumento confiável, de fácil instalação e baixíssima manutenção, pois o instrumento não seria operado por especialistas. O T-Trend foi o escolhido pela nossa equipe de engenharia por reunir todas estas características a um custo viável”.

Tópicos:



Comentários