Educação é investimento de longo prazo

Fotos: Divulgação

Outro dia um ex-aluno me enviou um e-mail dizendo que queria investir em sua própria educação no próximo ano, e solicitava algumas sugestões de cursos e treinamentos. O único porém é que tinha de ser algo com retorno imediato, para que o valor investido fosse recuperado o mais rápido possível.

Seria realmente ótimo que as coisas funcionassem assim: você acaba de participar de um treinamento em vendas e - ZÁS! - no fim do mês seu contracheque já vem mais gordo.  Depois de terminar seu curso de MBA, imediatamente receber um aumento de 25%. Infelizmente, demanda-se um pouco mais de tempo para se obter o retorno - pelo menos do ponto de vista financeiro - de nossos investimentos em educação.

Expliquei isso ao rapaz e sugeri que ele fizesse um curso de oratória, afinal todo administrador precisa saber se comunicar e, boa parte do tempo, falar em público. “Se eu fizer esse curso, você acha que eu posso recuperar o investimento em, pelo menos, uns dois meses?”, perguntou logo em seguida. Como havia sido muito claro na primeira resposta, resolvi ser mais enigmático e encarnar o Mestre dos Magos na segunda. Segue um trecho do e-mail que lhe enviei:

Havia um jovem garoto que desejava muito ser um exímio lutador de Kung-Fu. Seu desejo era o de igualar o seu mestre - e um dia vir a superá-lo. Todos os dias, acordava muito cedo para ir ao templo Shaolin praticar. Como todas as crianças de sua idade, o jovem garoto era muito impaciente, queria logo atingir o nível do mestre.

- Mestre, se eu treinar 5 horas seguidas por dia, em quanto tempo chegarei ao seu nível? - perguntou o garoto ao seu professor.
- 10 anos! - respondeu rispidamente o velho mestre.
- E se eu treinar mais tempo, 8 horas por dia?
- 15 anos!
- E se eu treinar 12 horas por dia, só me dedicando ao Kung-Fu?
- 30 anos!
- Mas como é possível? Quanto mais tempo pretendo me dedicar, maior o prazo para chegar ao seu nível?
- Quando se tem um olho fixo no objetivo, resta apenas um para enxergar o caminho.


Nenhum treinamento, por melhor que seja, irá resultar em mais dinheiro na sua conta no fim de semana seguinte. Aliás, quando falamos em EDUCAÇÃO, devemos ir muito além do sentido instrumental que o termo pode suscitar (exemplo: fazer um curso para ganhar mais). Educação é muito mais que um mero instrumento. Quando aprendemos algo, aprendemos para a vida inteira, e não apenas para o desempenho de alguma atividade em curto prazo. Adquirimos conhecimentos e habilidades que irão se conectar a outros conhecimentos e habilidades, a outros e a outros…, ampliando nossa própria consciência e visão de mundo.

Os livros de administração e de outras disciplinas relacionadas ao mundo dos negócios nos ensinam o valor do foco em resultados, da importância de se traçar metas e objetivos para se atingir o sucesso na vida profissional e pessoal. Eles estão certos e não estou aqui para desmenti-los. O estabelecimento de metas, por exemplo, é uma forma inteligente e pragmática de estimular e proporcionar o crescimento em qualquer área de atuação. Terminou a primeira fase do jogo? Passe pare a seguinte. Conquistou a faixa amarela? Hora de conseguir a azul. Terminou a faculdade? Siga para a pós-graduação. Foi promovido? Continue em direção ao topo.

E, de fato, vamos seguindo, com ânsia, com pressa, um degrau após o outro, sempre com a ilusão de que existe um ponto imaginário que indique que “chegamos lá”, que a vida se estende como uma imensa linha reta, ou como um plano cartesiano, onde o eixo das abscissas (x) representa o tempo e o das ordenadas (y) as nossas conquistas. A vida não é um gráfico. Se assim o fosse, a cada coordenada (x,y) alcançada, em um momento de reflexão, faríamos a seguinte e profunda pergunta: e daí?

Não podemos apenas nos agarrar desesperadamente às nossas metas e esquecer de observar o “caminho”, a senda que traçamos ao longo da vida. É nessa jornada que estão guardados os verdadeiros tesouros que tanto buscamos.

Leandro Vieira é Mestre em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, certificado em Empreendedorismo pela Harvard Business School e Administrador de Empresas pela UFPB. Tem MBA Internacional em Marketing, pelo IPAM - Instituto Português de Administração e Marketing e é bacharel em Direito pelo UNIPÊ. Foi professor da Escola de Administração da UFRGS. Criador e Editor do Portal Administradores.com.br, principal veículo on-line voltado à Administração de Empresas.

Tópicos:



Comentários