Resultado da Subvenção Econômica é prorrogado para 18 de dezembro


Em função do elevado número de recursos apresentados ao edital de Subvenção Econômica até  18 de agosto último, e da necessidade de adaptação do sistema da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep/MCT) para a análise e o processamento das informações, a data do resultado final foi prorrogada para 18 de dezembro.

De acordo com a Finep, começa agora uma nova fase de julgamento desses recursos e de análise da adequação dos orçamentos inicialmente apresentados pelas empresas responsáveis pelas propostas pré-qualificadas até o momento. Também haverá uma redistribuição dos R$ 450 milhões por área do edital.

Este ano, o edital da Subvenção Econômica concede R$ 450 milhões em recursos não-reembolsáveis para apoio a projetos inovadores em seis áreas estratégicas: Tecnologias da Informação e Comunicação, Saúde, Defesa Nacional e Segurança Pública, Energia, Biotecnologia e Desenvolvimento Social. Cada uma dispõe de um orçamento de R$ 80 milhões, com exceção da área de Desenvolvimento Social, que conta com R$ 50 milhões.

Lançada em janeiro, a chamada pública da Subvenção recebeu 2.558 propostas, que foram avaliadas em cinco critérios: grau de inovação da proposta; efetividade do projeto na solução dos problemas; impacto no mercado; viabilidade técnica e financeira e capacitação técnica da equipe executora.

No dia 13 de julho, a Finep publicou uma lista preliminar com 199 propostas pré-qualificadas na análise de mérito. Na relação dos aprovados, os candidatos estão classificados por nota e por limite de recursos previstos para cada área. As avaliações individuais de todos os projetos inscritos na seleção pública foram disponibilizadas no Formulário Eletrônico Subvenção Econômica 2009.

No dia 17 de agosto terminou o prazo para apresentação de recursos por parte das empresas. Ao todo, mais de 900 empresas entraram com recurso na Finep.
Tópicos:
  



Comentários