Gestão e otimização de processos é tema de seminário da ABM

Foto: Divulgação

A otimização de processos e de instalações já existentes tem sido a estratégia adotada pelas empresas em tempos de crise. Isso ficou comprovado em grande parte dos trabalhos inscritos no 13° Seminário de Automação de Processos, que será realizado pela ABM – Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração, nos dias 7 e 8 de outubro, em São Paulo.

“Houve um incremento de trabalhos nessa linha em relação ao ano anterior. Ao invés de implantar novos processos, há uma preocupação maior em melhorar o que já existe”, ressalta o engenheiro Eduardo Mota de Almeida, gerente de Manutenção da V&M do Brasil e um dos coordenadores do evento.

Exemplos dessa postura, adianta ele, é o estudo para implantação  de controle multivariável de velocidade e tensão de um laminador de encruamento, que será apresentado pela Usiminas Cubatão e EPUSP.

Outro trabalho nessa linha será apresentado pela Vale, em parceria com a UFOP e Chemtec, mostrando a aplicação prática de otimização em um processo de alimentação de usina de beneficiamento de minério de ferro.

“Em ambos os casos, o uso de modelagem e de ferramentas de simulação propiciou alterações dos sistemas e consequentemente a melhoria da performance dos processos e equipamentos”, afirmou Almeida.

Outro tema bastante abordado será a gestão da automação. Na área de não ferrosos, um dos cases bem sucedidos será o Votorantim Metais em parceria com a Labsoft. Com a utilização de ferramentas de gestão para análise de gargalos e variabilidade dos processos administrativos (como o LIMS), eliminou-se totalmente o papel das atividades laboratoriais de controle de qualidade e monitoramento ambiental em uma planta de produção de zinco, além de outros benefícios como o aumento da produtividade do laboratório, redução de custos de produção e maior qualidade dos produtos.

“Com 13 anos de realização contínua, o evento já se tornou tradicional, renovando-se a cada edição, tendo em vista propiciar as mais avançadas discussões sobre temas atuais de interesse do setor”, reforça o diretor da Divisão Técnica de Automação e TI da ABM, Resilene Mansur, engenheiro da CSN e integrante da comissão do seminário.

Nas sessões técnicas serão apresentados 38 trabalhos e cases empresariais de sucesso, envolvendo ainda outros temas como Sistema de Suporte e Apoio à Manutenção, Segurança da Informação, Tecnologia da Informação, Utilização da Web na Automação; Automação e Controle e Inteligência Computacional.

“Sabemos que este é um ano atípico, mas a expectativa é de sucesso, pois se trata de um seminário muito focado no setor de automação, com ênfase em sistemas de integração entre TA (tecnologia de automação) e TI (tecnologia de informação), além de palestras sobre as tendências da automação no Brasil e no mundo”, complementa ele.

Tópicos:
  



Comentários