Quatro empresas recebem Prêmio Excelência Técnica Intertooling 2009

Prottos, GFM, Bosch e Belga ganharam por inovação, otimização e competitividade

Foto: CIMM

O Centro de Competência em Manufatura – CCM – do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) entregou o Prêmio Excelência Técnica Intertooling Brasil 2009 a quatro empresas participantes da Intertooling - Feira e Congresso Internacional de Tecnologia de Ferramentais. No grupo pequenas empresas foram premiadas a Prottos Ferramentaria, na categoria Desenvolvimento para Competitividade, e a GFM Moldes, na categoria Otimização Tecnológica. As duas empresas são de Joinville\SC.

No grupo médias\grandes empresas a Ferramentaria Bosch, de Campinas\SP recebeu o Prêmio Excelência Técnica Intertooling Brasil em duas categorias: Desenvolvimento para a Competitividade e Inovação Tecnológica. Na edição anterior do prêmio, em 2007, a Bosch foi premiada na categoria Otimização Tecnológica.  Em 2009 o prêmio nesta categoria foi para a Belga Matrizes, de Caxias do Sul\RS.

Alexandre Wanzuita, coordenador de CAM da GFM e presidente do Núcleo de Usinagem e Ferramentaria da Acij (Associação Empresarial de Joinville/SC) comemorou o resultado. “Temos orgulho de dizer que temos uma excelente equipe e dispomos de tecnologia para ganhar em otimização na hora da fabricação de ferramentais. O prêmio é mérito também de todo o núcleo de Joinville que busca por meio do associativismo disseminar o conhecimento”, garantiu Wanzuita.

O Prêmio, organizado pelo Centro de Competência em Manufatura – CCM – do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), teve a participação de 23 expositores da Intertooling. O objetivo é incentivar soluções para aumento de competitividade estratégica nacional e internacional e valorizar inovações de processo e de produto que resultem em aumento da sinergia do trabalho em equipe, da racionalização dos processos de fabricação e na diminuição do uso dos recursos energéticos.

A avaliação foi feita mediante a análise das respostas de um questionário respondido pelas empresas inscritas. O questionário levou em conta os quesitos novas soluções em benefício dos processos e dos usuários; inovações técnicas de processos e de produtos; capacidade de competitividade internacional; cooperação e sinergia de trabalho em equipe; novas estratégias de mercado e de estruturas organizacionais.

 
Tópicos:



Comentários