Angola vai importar aço

Foto: Divulgação

A estabilidade macroeconômica, o relativo isolamento dos sistemas financeiros africanos, a reduzida dependência de financiamento externo e uma situação favorável ao nível das reservas externas têm limitado o impacto da crise global em Angola.

As previsões para a economia angolana apontam para um crescimento do produto interno bruto (PIB) de 5% em 2009 e de 9% em 2010, segundo o estudo do Espírito Santo Research Sectorial (ESRS), dirigido por Francisco Mendes Palma, intitulado "Angola - Oportunidades de Exportação de Mercadorias", no âmbito do Clube PME Internacional, desenvolvido pela Associação Industrial Portuguesa (AIP) e o Banco Espírito Santo.

As taxas de inflação atingirão naqueles dois anos, respectivamente 12% e 10%.
Tópicos:
  



Comentários