Fiat busca aliança com a General Motors

Foto: Divulgação

A Fiat está em negociações para comprar uma participação nas unidades europeia e latino-americana da General Motors, disseram pessoas a par do assunto. É parte da ousada tentativa da montadora italiana de tirar proveito dos problemas na indústria automobilística para transformar-se em uma de suas maiores forças. Mas nenhum negócio avançará enquanto os planos da Fiat com a Chrysler não forem resolvidos. A Fiat quer assumir uma participação inicial de 20% na americana.

Para a Fiat, as negociações representam uma grande aposta dupla. Seu presidente, Sergio Marchionne, deixou claro que quer aumentar a capacidade de produção da Fiat dos atuais 2,2 milhões de carros por ano para algo entre 5,5 milhões e 6 milhões. Tanto a Chrysler quanto as operações latino-americana e europeia da GM são vistas por ele como cruciais para isso. A ideia de uma aliança ligando GM e Fiat, e de uma união Fiat-Chrysler, abre a porta para uma reestruturação global que pode fazer a indústria automobilística mundial dar um grande passo rumo à consolidação em grande escala de que há muito precisa.
Tópicos:



Comentários