Empresas brasileiras já perderam mais de R$ 1 trilhão no ano

Fonte: Diário do Comércio - 28/10/08
Foto: Diário do Comércio

As empresas brasileiras de capital aberto já perderam mais de R$ 1 trilhão em seu valor de mercado desde o início do ano, segundo levantamento realizado pela consultoria Economática. No final de 2007, o valor de mercado das 330 empresas analisadas era de R$ 2,099 trilhões. Em 24 de outubro, as empresas valiam, somadas, R$ 1,055 trilhões – uma queda de 49,7%.

O setor de construção, com 30 empresas, é o mais afetado pelas perdas, com recuo de 72,3% no valor de mercado no período analisado. A soma do valor das companhias passou de R$ 53,1 bilhões no final de 2007 para R$ 14,7 bilhões no dia 24 de outubro – uma perda de R$ 38,3 bilhões.

O setor de papel e celulose é o segundo setor mais atingido com uma queda do seu valor de mercado de 67,7% no mesmo período – de R$ 45,9 bilhões para R$ 14,6 bilhões. Em terceiro lugar no ranking, está o setor de eletroeletrônicos, com perdas 61,8% - de R$ R$ 14,2 bilhões para R$ 5,4 bilhões.

Já o setor menos atingido é o de telecomunicações, que apresenta queda de 23,5% do seu valor de mercado (de R$ 100,6 bilhões para R$ 77,0 bilhões). Finanças e seguros verificou perda de 53,4% em seu valor de mercado. A soma do valor das empresas do setor passou de R$ 417,8 bilhões em 2007 para R$ 194,7 bilhões em 24 de outubro.

Perdas nominais

Em reais, o setor de petróleo e gás registrou a maior queda nominal de valor de mercado, de R$ 231,9 bilhões. Finanças e seguros "encolheu" R$ 233,0 bilhões, seguido por mineração, com baixa de R$ 160,0 bilhões.

Os três setores (petróleo e gás, finanças e seguros e mineração) juntos respondem por 58,9% da queda de valor de mercado ou R$ 615,0 bilhões, segundo a consultoria.
Tópicos:



Comentários