YG-1 montará fábrica no Brasil

A empresa sul Coreana YG-1 é uma das líderes mundiais na fabricação de ferramentas rotativas

Fonte: Walter Campos/ YG-1

A empresa sul Coreana YG-1, uma das líderes mundiais na fabricação de ferramentas rotativas, irá montar uma unidade no Brasil.

Walter Campos, ex-gerente geral da Balzers na Alemanha e no Brasil, será responsável pela operação da empresa na América Latina. “Trata-se de uma marca muito forte fora do país, que oferece produtos de qualidade e tecnologia, porém pouco conhecida no mercado nacional. Nosso objetivo é de em cinco anos sermos reconhecidos entre os líderes de mercado em nosso segmento.”

Uma empresa com crescimento nas vendas de 30% ao ano, a YG-1 dispõe de uma ampla gama de ferramentas standard, que vão desde as ferramentas convencionais de aço rápido até ferramentas de alta performance para usinagem de materiais endurecidos com revestimentos de última geração.

Mensalmente são produzidos 2,5 milhões de brocas, 1 milhão de fresas de topo e 1,3 milhões de machos, tanto em metal duro quanto em aço rápido. Além destes produtos a empresa também produz adaptadores e sistemas de fixação de ferramentas, limas rotativas, fresas de roscar por interpolação, e brocas com insertos intercambiáveis.

A YG-1 já distribuía seus produtos em mais de 70 países e em 2000 optou por diversificar também os países de sua base de produção, e instalou fábricas nos Estados Unidos, Inglaterra, França, Índia e China.

A implantação de uma base na América Latina á mais uma etapa desse plano de desenvolvimento, que além de ampliar a capacidade produtiva da empresa, pretende fortalecer a penetração da marca no continente americano. “Em três anos queremos estar operando na América Latina. Estamos abertos para oportunidades de eventuais aquisições e joint-ventures, mas não descartamos a possibilidade de começarmos uma operação completamente nova”.

Na primeira fase da implantação, a empresa investirá USD 1, 5 milhões na abertura de um centro de distribuição, mantendo uma grande quantidade de itens em estoque disponíveis para pronta entrega, atuando através da rede de distribuidores e revendedores do mercado. Também em breve a empresa irá contratar técnicos de usinagem que irão dar suporte à rede de distribuição no desenvolvimento técnico das aplicações.

A meta da YG-1 é alcançar um faturamento de 1 bilhão de dólares até 2014.



Comentários