Bateria ultraflexível dispensa recargas

Protótipo pesa dois gramas e tem menos de um milímetro de espessura

Fonte: G1 - 04/04/07

Um grupo de pesquisadores europeus promete colocar fim à tarefa de recarregar baterias de telefones celulares, tocadores digitais e de outros eletrônicos. Isso porque eles conseguiram combinar uma fina película que funciona como célula solar (produz energia a partir da luz do sol) a uma bateria de polímero, criando uma bateria ultraflexível que se recarrega quando exposta a diferentes tipos de luz -- solar ou de ambientes internos.

O protótipo pesa dois gramas e tem menos de um milímetro de espessura. Ainda não há planos para comercializar o produto.

De acordo com a publicação on-line “Technology Review”, ligada ao MIT (Massachusetts Institute of Technology), a novidade é flexível o bastante para se integrar a eletrônicos muito finos, dobráveis, etiquetas inteligentes, relógios, brinquedos e controles remotos, por exemplo. A invenção desenvolvida durante três anos é parte de uma aliança de cinco países europeus para o projeto European Polymer Solar Battery.

“O potencial para esse tipo de produto é muito grande, considerando que há uma crescente demanda por fornecedores de energia portáteis que dispensam recargas”, afirmou Gilles Dennler, co-autor do projeto e pesquisador da empresa Konarka Technologies.

Para aumentar a vida útil das células solares, que são vulneráveis à fotodegradação após apenas algumas horas de exposição ao ar, os cientistas usaram uma barreira flexível de gás para protegê-las -- com isso, estenderam sua duração para três mil horas.



Comentários