Daimler forma joint venture para produzir na Índia

Foto: Daimler

A Daimler, maior fabricante mundial de caminhões, e o Hero Group, escolheram um local em Chennai, Índia, para construir uma fábrica de caminhões, seguindo o exemplo da Volvo de instalar uma venture de comercialização de veículos na segunda economia mundial de mais rápido crescimento.

A fábrica, parte da joint venture das empresas, Daimler Hero Commercial Vehicle, começará a produzir 70 mil caminhões por ano até 2010, anunciou a Daimler com sede em Stuttgart (Alemanha) ontem, em um comunicado. Volvo, MAN e Navistar International, já detêm parcerias de fabricação de caminhões na Índia a fim de captar maior acesso em um mercado em expansão para transporte fretado e construção de veículos.

A Daimler começou a fabricar o caminhão Actros por conta própria na Índia no ano passado. A economia indiana no ano encerrado em 31 de março se expandiu 9%, ficando atrás apenas dos 11,9% registrados em 2007 pela China.

A  Daimler e o Hero Group com sede em Nova Deli resolveram, em 21 de abril, investir € 700 milhões (US$ 1,1 bilhão), incluindo a dívida, na venture, nos próximos cinco anos. A  Daimler detém 60% da parceria e investe € 220 milhões em dinheiro.

A fábrica inicialmente irá produzir caminhões de porte médio e leves para a Índia, e eventualmente irá se expandir para os mercados vizinhos, informou a empresa. O mercado indiano de caminhões cresce cerca de 7% por ano, a grosso modo duas vezes mais depressa do que o registrado em mercados maduros na Europa e nos Estados Unidos, disse Heinz Gottwick, porta-voz da companhia em Stuttgart. As ações da Daimler avançaram € 0,50 ou 1,3%, para € 38,90 na Bolsa de Frankfurt. Os papéis recuaram 42% este ano, avaliando a empresa em € 37,5 bilhões.

A fabricante alemã já produz os caminhões Mercedes-Benz Actros em sua própria fábrica na cidade indiana de Pune, onde a empresa também monta os sedãs Mercedes-Benz E-Class, C- Class e S-Class. A  Daimler estabeleceu uma joint venture com a Sutlej Motors para fabricar ônibus de luxo a começar no primeiro trimestre.

O Hero Group, que dirige a Hero Honda Motors, maior fabricante de motocicletas na Índia, procura diversificar, à medida que o mercado para esse tipo de veículo desacelera. As vendas de motos e scooters na Índia recuaram 7,9% no ano até o final de março.
Tópicos:
  



Comentários