Metal mecânicas gaúchas recebem aporte financeiro

Foto: Elias Eberhardt

As 73 micro e pequenas empresas que integram o projeto Pólo Metalmecânico do Vale do Rio dos Sinos, desenvolvido pelo Sebrae no Rio Grande do Sul, serão beneficiadas com investimento de R$ 241 mil no segundo semestre deste ano. Os recursos serão aplicados por meio da parceria entre o Sebrae/RS e o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico e Eletrônico de São Leopoldo (Sindimetal). Os empresários receberão subsídios para ações de prospecção de mercado em feiras, exposições, missões empresariais e consultorias técnicas em gestão.

Os recursos da parceria entre as duas entidades são destinados ao subsídio do pagamento de área, de montagem de estandes e despesas referentes a participação nas feiras da Metalurgia, em Joinville (SC) e a 17ª Feira Sul Brasileira da Indústria Metalmecânica - Expomac, em Curitiba (PR), ambas em setembro; e na Feira de Subcontratação e Inovação Industrial – Mercopar 2008, em outubro, em Caxias do Sul (RS). O investimento total desta parceria para a participação em feiras e exposições é de R$ 156 mil, sendo R$ 83 mil do Sebrae/RS e R$ 73 mil do Sindimetal.

Em relação às consultorias técnicas, os empresários que integram o Pólo Metalmecânico do Vale dos Sinos já podem encaminhar projetos de melhoria de produção na indústria com a consultoria de técnicos do Centro Tecnológico de Mecânica de Precisão (Cetemp) e do Centro Tecnológico de Polímeros (Cetempo) do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Os projetos aprovados pelo Sebrae/RS, recebem subsídios de 15% a 50%, para contratação de consultorias do Senai Cetemp e Cetempo, que orientarão a execução do projeto. O investimento total nesta ação é de R$ 85 mil, do Sebrae/RS.

De acordo com o gestor do projeto Pólo Metalmecânico Vale do Sinos, Alexandre Zigunovas Junior, todo esforço da entidade é para a concretização das metas estabelecidas pelo grupo. “Buscamos parceiros afins que, de alguma forma, possam contribuir para atingir esses resultados”, destaca. Conforme ele, as parcerias qualificam a base das empresas, ou seja, os processos produtivos e os controles de custos. “Por outro lado, as participações em feiras e exposições são maneiras de apresentar as empresas e seus produtos e serviços para o mercado”, afirma.

“É um casamento perfeito”, afirma o diretor-executivo do Sindimetal, Valmir Pizzutti. De acordo com ele, foi detectado que os objetivos do Sebrae/RS eram os mesmos que os do sindicato: aumento do faturamento, melhorias na capacidade produtiva, busca de tecnologias e vendas das micro e pequenas empresas. Com a parceria, lembra o dirigente, é possível diluir a despesa e tornar viável a participação de empresários de pequeno porte em eventos fora do Estado, por exemplo.

“Aliamos o conhecimento de gestão do Sebrae/RS ao conhecimento do negócio e a estrutura do Sindimetal”, destaca. Segundo ele, essas ações estão promovendo o desenvolvimento das empresas e tornando a região reconhecida como um importante pólo Metal mecânico do Rio Grande do Sul.

Para o proprietário da RDB Metalúrgica, de São Leopoldo, Roger Dewes Balparda, o subsídio para as consultorias técnicas para implantação do projeto de Planejamento e Controle da Produção (PCP) é considerado fundamental para a manutenção e crescimento da sua empresa. “O projeto irá oferecer elementos concretos sobre os resultados da empresa, mostrando com maior clareza onde devemos agir para melhorar e criar produtos de acordo com as exigências do mercado”, projeta o empresário. A RDB fabrica peças e equipamentos para instalações comerciais, como gôndolas, expositores para mercados e postes de aço para entrada de luz.

Integram o Pólo Setorial Metal mecânico Vale do Sinos, 73 empresas de micro e pequeno porte do setor metalmecânico, transformadoras de metais e produtoras de fundidos, componentes e peças técnicas de borracha. O objetivo do grupo é aumentar o faturamento das empresas com a ampliação do número de clientes, melhorar a produtividade e a implementar práticas de excelência em gestão e processos. A meta do pólo é elevar o percentual do faturamento anual das empresas em 10%, este ano, e em 15%, em 2009.
Tópicos:
  



Comentários