SKF fornecerá rolamentos nos Jogos Olímpicos de Pequim


A empresa foi escolhida pela chinesa Goldwind para fornecer rolamentos para produção de 33 turbinas que gerarão energia limpa durante as Olimpíadas 2008

A SKF estará presente nas Olimpíadas 2008 em um dos projetos mais importantes: fornecimento de energia elétrica limpa para todo o complexo esportivo durante o evento. A empresa vai fornecer os rolamentos necessários para a fabricação de 33 turbinas de geração de energia eólica que a chinesa Goldwind, especializada neste tipo de produto, fabricará para os Jogos de Pequim.

As turbinas que serão entregues são de 1.5 MW, as maiores que a Goldwind pode fornecer. Para garantir a confiabilidade necessária para essa operação é fundamental que os equipamentos para montagem dessas turbinas sejam de alta qualidade, uma vez que  precisam funcionar mesmo submetidas a variações climáticas extremas. 

Dentro deste processo, os rolamentos são peças fundamentais para o bom funcionamento das turbinas de 1.5 MW, pois apesar de não possuírem caixa de engrenagem, são compostas por um mastro principal onde as lâminas e o rotor estão conectados, o que gera a necessidade de rolamentos que permitam que esse mecanismo funcione em perfeita harmonia para a produção de eletricidade de qualidade.

A Goldwind escolheu a SKF como fornecedora, pois a empresa sueca possui uma grande expertise como cooperadora na fabricação deste tipo de equipamento, sendo, inclusive, a responsável pela produção dos rolamentos da maior turbina do mundo. 

A SKF designou dois tipos de rolamentos para essa complexa operação. Um é o rolamento de rolos cilindricos, de quase 1 metro de diâmetro exterior, e o outro é o rolamento de rolos cônicos de duas carreiras, com mais de 600 mm de diâmetro. Segundo a empresa, a combinação destes dois modelos garante o bom funcionamento das turbinas de acordo com todas as escalas de condições climáticas previstas durante os Jogos Olímpicos de Pequim.

Desde o primeiro contrato firmado entre a organização dos Jogos Olímpicos de Pequim e a Goldwind, mais 10 turbinas já foram encomendadas, sempre com a SKF envolvida. Desta forma, o projeto já prevê a entrega de 43 turbinas, o que permitirá gerar altas quantidades de energia eólica em Pequim, garantindo o abastecimento de eletricidade limpa para o local mesmo após o término dos jogos.

Saiba mais sobre SKF aqui no portal CIMM.



Comentários