Estudo viabiliza novo método de micro-soldagem de chapas finas


O portal CIMM destina um espaço exclusivo para literatura científica do setor metal mecânico.

A seção Publicações possui um amplo número de livros, artigos, dissertações, teses e também revistas.

O campo “busca” possibilita ao usuário encontrar diretamente o que procura. A partir do nome da obra, autor ou palavras-chave é muito fácil encontrar indicações de literatura.

Nesta semana, o portal recebeu dentre outras publicações, a tese de Aline Capella de Oliveira, apresentada à Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa do Instituto Tecnológico de Aeronáutica, como parte dos requisitos para obtenção do título de Mestre em Ciências no Curso de Pós-Graduação em Física, na área de Física Atômica e Molecular.

O título da tese é: Microssoldagem em chapas finas utilizando um laser de Cu-Hbr

Resumo do trabalho:

Este trabalho teve como objetivo investigar a viabilidade de um novo método de micro-soldagem de chapas finas utilizando um laser de Cu-HBr que emite pulsos intensos com duração de nanosegundos em alta taxa de repetição.

Nos métodos tradicionais, a micro-soldagem de chapas finas é realizada com laser contínuos ou com pulsos de baixa intensidade e de longa duração (> 1ms) que permitem um comprimento de difusão térmica da ordem da espessura das chapas.

Lasers com pulsos curtos (10 a 100 ns) são utilizados preferencialmente em processos de corte e furação de materiais. Um amplo estudo experimental do processo de micro-soldagem com pulsos curtos foi realizado utilizando chapas de aço inoxidável (AISI 304) com espessuras entre 25 μm e 100 μm.

As principais características do feixe do laser de Cu-HBr foram medidas em todas as condições experimentais, permitindo uma determinação precisa da intensidade do laser na região de micro-soldagem.

Os resultados deste estudo indicaram que é possível controlar o intervalo de parâmetros do processo para se obter um cordão de solda com alta razão de aspecto e reduzida zona afetada termicamente. Foi desenvolvido um modelo teórico para explicar a interação de pulsos curtos emitidos com alta taxa de repetição no processo de soldagem.

Os resultados deste modelo indicaram que embora a intensidade do laser de Cu-HBr seja suficiente para perfurar as chapas de aço, é possível controlar a geometria do furo de forma a que o material vaporizado fique aprisionado e condense nas paredes internas da cavidade perfurada. Nestas condições experimentais controladas, as chapas finas de aço foram soldadas com potências médias de laser entre 10 e 20 W, muito inferiores aos valores utilizados pelos métodos tradicionais.

Para ver o material na íntegra, clique aqui.
Tópicos:
  



Comentários