Após investimentos, produtividade da Romi cresce 10,9%

Fotos: Romi

Com incrementos diversos, a Romi conseguiu aumentar sua produtividade em 10,9% no ano passado. A expansão é resultado principalmente de um programa de investimentos que aumentou em cerca de 30% a sua capacidade de produção de máquinas-ferramenta (equipamentos utilizados na fabricação de peças metálicas), sua principal linha de produtos.

Torno CNC

A empresa investiu R$ 50,8 milhões em 2006 para ampliar a produção em sua principal unidade de fabricação destes equipamentos, que atualmente tem capacidade anual para produzir 4 mil unidades: tornos a Comando Numérico Computadorizado (CNC), tornos convencionais, centros de torneamento e centros de usinagem.

Além disso, contratou 480 novos funcionários, ampliando em 19,9% seu quadro de pessoal no ano passado. “Houve ainda um incremento de 4,7% nas horas pagas em 2007, resultado do início da operação da ampliação de nossa fábrica”, diz José Carlos Romi, diretor de tecnologia da divisão de máquinas-ferramenta da Romi. “Entre 2003 e 2007, nossa produtividade teve expansão de 28%, bem acima dos 14,7% da indústria brasileira de transformação”, completa ele.


Informações adicionais sobre a Romi disponíveis no portal CIMM. Clique aqui.



Comentários