R$ 3,6 milhões para tecnologia da informação


A Fapesp e as empresas Ci&T Software e DigitalAssets assinam na sexta-feira (15/2), às 10 horas, um acordo de cooperação para apoiar pesquisas científicas e tecnológicas nas áreas de tecnologia da informação (TI), engenharia de software, psicologia e administração de empresas.

No evento será lançada chamada para apresentação de propostas pela comunidade científica paulista. O aporte total de R$ 3,6 milhões para o financiamento de projetos – 50% investidos pela FAPESP e 50% divididos entre as duas empresas – será desembolsado ao longo dos cinco anos de vigência do acordo.

Para a avaliação das propostas será formado um Comitê Gestor de Cooperação, constituído por representantes das três entidades. Os projetos serão desenvolvidos por pesquisadores de instituições de ensino superior e pesquisa no Estado de São Paulo em cooperação com pesquisadores das empresas parceiras, nos termos do Programa de Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE) da Fapesp.

Serão contempladas ainda pesquisas na área de engenharia de aplicações na Web 2.0, que compreende uma nova geração de serviços que propiciam colaboração on-line, compartilhamento de recursos e cooperação entre usuários.

Entre os temas de interesse do convênio, na área de TI, estão pesquisas que tratam das tecnologias, padrões e frameworks emergentes em Web 2.0; processos, métodos e diretrizes de adoção da abordagem SOA no mundo corporativo e acadêmico; reúso de software e gestão de grandes volumes de conteúdo em aplicações na Web 2.0, entre outros.

Na área de psicologia e administração os temas incluem mudanças de comportamento humano em corporações e a competitividade suportada por gestão diferenciada de relacionamentos corporativos.

De acordo com Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da Fapesp, TI é uma área que requer intensa atividade de pesquisa e desenvolvimento e um setor que abre amplas oportunidades para o desenvolvimento do Estado de São Paulo.

“O convênio entre a Fapesp e a Ci&T e a DigitalAssets contribuirá para o avanço de pesquisa essencial para o crescimento das empresas, trazendo a contribuição de pesquisadores e estudantes de universidades e institutos de pesquisa no Estado. O fortalecimento dessa colaboração é um dos importantes instrumentos para a intensificação do desenvolvimento baseado em conhecimento em São Paulo”, afirma Brito Cruz.

“O apoio a esse tipo de pesquisa, conectada a aplicações, compõe, com a formação de recursos humanos e o apoio à pesquisa acadêmica fundamental, os três pilares da estratégia da Fapesp”, completou.

Flávio Pimentel, diretor de Tecnologia Corporativa da Ci&T Software, assinalou que as duas empresas têm um longo histórico de cooperação com universidades e institutos de pesquisa. “Esse novo convênio vem reforçar nossa proposta de discutir a tecnologia de uma forma transversal, mostrando os pontos de contato que acabam gerando inovação”, disse.

“Essa iniciativa se soma a diversas outras em andamento e mostra o amadurecimento da colaboração entre o governo, na forma dos agentes de fomento, e o setor privado, sempre com foco em pesquisa e inovação”, destacou Kleber Bacili, diretor de tecnologia da DigitalAssets.

Fundada em 1995 e com atuação em diversos segmentos da indústria, a Ci&T Software é uma empresa especializada em software e tecnologia da informação. A empresa conta com uma estrutura global de prestação de serviços que inclui seis unidades no Brasil, uma subsidiária nos Estados Unidos e um escritório na Europa.

A DigitalAssets é especializada em soluções práticas para o reúso de software. Seu principal objetivo é o de auxiliar seus clientes a reduzir custo e aumentar a qualidade e agilidade no desenvolvimento de software. Para isso, a empresa atua provendo serviços profissionais, ferramentas e produtos customizados que impulsionam a criação, gestão e reúso de ativos digitais.

Mais informações: www.fapesp.br/convenios/cit-da.



Comentários