Empresas se unem para produzir placas-mãe no Paraná

Fotos:  Daniel Derevecki

A grande demanda por produtos de informática no país impulsionou a parceria entre duas empresas importantes do setor. A AMD - multinacional fabricante de processadores - e a Visum - esta genuinamente paranaense - se uniram para a produção de placas-mãe para computadores.

O volume deve chegar a 300 mil unidades somente em 2008. O objetivo da operação é tornar os produtos ainda mais competitivos e com preços atrativos, além de conseguir espaço no mercado.

Otto Stoeterau (esq.), gerente de produtos da AMD
e Tulio Henrique de Lima (dir.), diretor da Visum

A Visum, com sede no Parque de Software da Cidade Industrial de Curitiba (CIC), se dedica à produção de placas eletrônicas para diversas áreas, como energia, médica, automotiva e informática.

O perfil da empresa atraiu o interesse da AMD, uma das maiores fabricantes de processadores do mundo. Com a aquisição de uma indústria canadense em 2007, a AMD entrou também no mercado de chipsets, os “corações” das placas-mãe.

“O foco da AMD deixou de ser exclusivamente no processador e a empresa passou a enxergar o computador como um todo. Com isso, a AMD adota nova posição estratégica”, diz Otto Stoeterau, gerente de produtos da AMD.

De acordo com ele, não seria viável se basear em um modelo de montagem internacional justamente pela competição dentro do mercado. Assim, a AMD começou a procurar parceiros brasileiros. Com a Visum, a parceria vai funcionar na produção de placas mães com chipsets e processadores da AMD. O nome fantasia será VS Company. O principal objetivo do projeto é a associação das marcas.

A produção destas placas nas plantas da Visum em Curitiba já começou. Os primeiros lotes das placas-mãe da VS Company estão chegando ao mercado. Foram montadas duas linhas de produção novas exclusivamente para este trabalho. São 200 funcionários envolvidos exclusivamente nestas duas linhas de produção. O investimento não foi divulgado pelas duas empresas.

Para a Visum, um dos pontos fundamentais da parceria é aproveitar o mercado de canal, ou seja, toda a rede de distribuidores que já trabalha com o portfólio da AMD.

Detalhes das linhas de montagem instaladas na CIC.
Objetivo é fazer 300 mil placas em 2008


“Antes, os pequenos canais compravam produtos ilegais, pois eram mais baratos. Hoje, os preços estão muito mais competitivos. Parcerias como esta só favorecem o mercado e quem adquire estes produtos. A idéia aqui é a criação de uma marca nacional que atenda esta necessidade de se ter um produto local atendendo o mercado nacional. É preciso lembrar que é bem melhor contar com um apoio e redes locais”, diz Túlio Henrique de Lima, diretor da Visum.

Somente com a parceria da AMD, a expectativa é de aumento de 20% no faturamento da Visum. Em 2006, o faturamento líquido da empresa chegou a R$ 46 milhões. O crescimento em 2007 chegou a 110%. A Visum emprega 1,3 mil pessoas. Tanto a Visum quanto a AMD esperam um crescimento de, no mínimo, 30% ao ano com as placas-mãe VS Company.

Aposta é em aquecimento do mercado

O mercado de informática é um dos que mais cresce no país, favorecido pela expansão do crédito e do consumo aquecido. Muitas pessoas estão tendo a oportunidade de comprar o primeiro computador ou fazer upgrades nos equipamentos que possuem.

“Hoje, estamos atingindo uma nova gama de consumidores com a inclusão digital. Estima-se que no Brasil entre 18% e 20% da população tenha acesso ao computador. Estamos conseguindo chegar a outras camadas da pirâmide. São novos consumidores, de novas classes sociais”, diz Otto Stoeterau, da AMD. Ele ainda lembrou que o mercado de informática cresceu mais de 30% no Brasil em 2007.

Stoeterau ressalta que, além do acesso ao computador em casa, o brasileiro também está usufruindo de um crescimento de toda a infra-estrutura do segmento, inclusive da expansão da internet. Todo o panorama é influenciado por disponibilidade de crédito, produção local, acesso e queda do dólar.

“Depois do primeiro computador, é difícil ficar sem”, diz Túlio Lima, da Visum.



Comentários