MMA discute energia renovável na Alemanha

Imagem: Divulgação

O Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) convidou uma série de cientistas e especialistas internacionais para elaborar um relatório especial sobre fontes renováveis de energia. Entre os brasileiros está a Secretária de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do MMA, Thelma Krug. A primeira reunião do grupo será realizada de 21 a 25 de janeiro, em Lübeck, Alemanha.



Serão discutidos itens técnicos, sócio-econômicos e ambientais de fontes como biomassa, energia solar, geotérmica, hidrelétrica e eólica, entre outras, bem como segurança e fontes de financiamento para a adoção dessas tecnologias. Também serão abordados a capacidade de construção, transferência de conhecimentos e adaptação, utilização regional e barreiras de difusão.

O Brasil terá participação especial na reunião em função de seu conhecimento sobre o tema. Atualmente, metade (45,1%) da energia consumida no País é gerada por fontes renováveis, como biocombustíveis e energia hidrelétrica segundo informações Balanço Energético Nacional (BEN), documento do Ministério de Minas e Energia divulgado em 2007 (ano base 2006). Esse número coloca o Brasil em primeiro lugar entre os países que mais utilizam fontes renováveis em todo o mundo, as chamadas fontes limpas. Ainda de acordos com dados do BEN, a média mundial de utilização de energia renovável, em 2005, foi de apenas 12,7%, enquanto nos países da Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Econômicos (OCDE), está média foi ainda menor: 6,2%.



Comentários