Montadoras iniciam ano com aumento de preços

Com o melhor dezembro de sua história em vendas, coroando o desempenho recorde de 2007, montadoras e concessionários iniciaram o novo ano com poucas promoções e aumento de preços. Modelos da Volkswagen estão até 2% mais caros, enquanto os da Honda tiveram reajustes de 1,6%.

A Honda não alterava sua tabela de preços sugeridos havia um ano. O aumento anunciado ontem vale para os modelos nacionais Fit e Civic. Na versão EXS do Civic, modelo que até pouco tempo tinha fila de espera para compra, o reajuste significa desembolso extra de R$ 1.345. O sedã passou a custar R$ 85.235.

Na linha Volkswagen, o preço do Golf foi reajustado na quarta-feira em 2%, enquanto o Fox 1.6 ficou 0,6% mais caro. Para a perua Space Fox não houve aumento. Na média, segundo concessionários da marca, o reajuste foi de 1%. O Golf mais barato passou a custar R$ 51.173. O último aumento da marca havia sido anunciado no fim de novembro.

No mês passado as montadoras venderam 242.240 veículos (incluindo automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus), um aumento de 2,2% em relação a novembro. Na comparação com o resultado de um ano atrás - até então o melhor dezembro para o setor - houve aumento de 18,2%.

Com esse desempenho, a indústria automobilística encerrou 2007 com vendas de 2,46 milhões de veículos, 27,8% acima do total do ano anterior. Em relação aos resultados de 1997, só agora ultrapassados, foram vendidos mais 519 mil veículos.

Para 2008, o setor prevê vendas de 2,88 milhões de veículos, um aumento de 17,5% em relação ao ano que terminou, já apontando portanto para um crescimento em ritmo menos acelerado.

O setor credita o desempenho de 2007 à estabilidade econômica, aumento da renda média dos trabalhadores, aos juros baixos e crediários longos, que possibilitaram a entrada no mercado de clientes que antes não tinham acesso a um automóvel zero quilômetro.

Divisão por marca

A Fiat foi líder de mercado pelo sexto ano consecutivo e encerrou 2007 com 25,9% de participação nas vendas de automóveis e comerciais leves, segmento que corresponde a 95% do mercado total de veículos.

A Volkswagen ficou em segundo lugar no ranking , com 22,9% e a General Motors em terceiro, com 21,3%. A Ford manteve-se no quarto lugar, com 10,5% das vendas.

Em porcentagem, a Renault e a Citroën foram as que mais cresceram, com vendas 42% maiores que em 2006. No ranking, as marcas ficaram em sétima e nona posições, respectivamente, com 73.608 e 49.567 unidades comercializadas.

Na lista dos modelos mais vendidos no ano passado, o Gol manteve-se na liderança, com 243.161 unidades, seguido por Palio (221.751), Uno (128.196), Fox (126.312), Celta (126.253), Corsa sedã (116.026), Siena (88.732), Fiesta hatch (68.020), picape Strada (61.332) e Prisma (54.608).
Tópicos:



Comentários