GM analisa com governo compra de fábrica de motores

O governador Roberto Requião e os secretários Heron Arzua (Fazenda) e Virgílio Moreira Filho (Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul) apresentaram a representantes da General Motors (GM) do Brasil os incentivos que o Governo do Paraná oferece para a instalação de indústrias no Estado.

A reunião aconteceu nesta terça-feira (18) no Palácio das Araucárias, sede do governo do Estrado em Curitiba. Representando a GM do Brasil, estiveram presentes o vice-presidente José Carlos Pinheiro Neto, o diretor-geral João Aquino Rotta e o diretor de assuntos institucionais Luiz Moan.

A empresa planeja comprar as antigas instalações da fábrica de motores Tritec, em Campo Largo, para alojar uma fábrica da GM, também para produção de motores.

“Foi uma primeira reunião em que apresentamos todos os incentivos do Estado, para que eles tenham uma base para negociar com a Tritec”, explicou o secretário Virgílio. “Agora depende da compra das instalações em Campo Largo para que eles possam vir para o Paraná”, completou.

“Os incentivos são aqueles normais, conhecidos e previstos na lei, como a dilação do ICMS por quatro anos e mais quatro anos para pagar. Quanto mais carente o município, maior é o benefício. No caso de Campo Largo, a dilação de ICMS é de 50% que a cidade oferece”, detalhou o secretário.



Comentários