Tupi não diminui importância do biocombustível, diz Lula

Fonte: Estadão Online - 13/11/07

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, durante almoço com o secretário-geral da ONU - Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, no Palácio do Itamaraty, que o governo brasileiro continua dando prioridade à política de biocombustíveis, mesmo após a descoberta das grandes reservas de petróleo que aumentam em 50% os atuais estoques brasileiros do combustível.

"O presidente Lula disse que isso (a descoberta) não vai diminuir em nada nossa prioridade em relação aos biocombustíveis, que é independente de nos tornarmos exportadores de petróleo", relatou o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim.

O chanceler contou também que Ban Ki-moon disse que o Brasil é um país importante que deve ser bastante ouvido em um encontro que as Nações Unidas promoverão em Bali, brevemente, para discutir a questão das mudanças climáticas. "O secretário-geral da ONU disse que o caminho para Bali passa por Brasília", informou Amorim.

Doha -  Amorim informou também que o presidente conversou por telefone com o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, sobre as negociações comerciais no âmbito da OMC - Organização Mundial do Comércio. "O presidente Lula disse ao primeiro-ministro que o desejo do Brasil é o de negociar e que não há nenhum desejo de bloquear a Rodada Doha", informou o chanceler. Segundo ele, Lula disse ainda a Brown que espera que, na reunião de representantes do G-20 marcada para depois de amanhã, em Genebra (Suíça), os países possam chegar a um resultado "ambicioso e equilibrado."



Comentários