Brasileira Embraco triplica produção na China

Fonte: Gazeta Mercantil - 13/11/07

O modo de ganhar dinheiro com produção industrial mudou na China. A multiplicação de lucros da empresa chinesa, que gera inveja mundo afora, ocorre quando a fábrica migra da periferia das grandes cidades para as Zonas de Desenvolvimento Industrial (ZDI).

Nestas áreas, o governo central cuida da infra-estrutura e da formação da mão-de-obra, toda jovem. Pequim incentiva as parcerias entre estatais e multinacionais a mudar para estas áreas, preferindo as que aceitam investir em novas tecnologias na China. Muitas vezes, estes dois sócios aceitam um terceiro: um investidor privado chinês.

Algumas empresas brasileiras perceberam que esse era o caminho da felicidade. Foi o caso da Embraco, fábrica de compressores para refrigeração, com sede em Joinville (SC), que estava no país desde 1995, instalada na periferia de Pequim em parceria com uma estatal.

Em 2004, começou o projeto de mudar a fábrica para a ZDI de Tianzhu, decisão de Ernesto Heinzelmann, presidente da empresa. A produção triplicou em quatro anos. O governo chinês queria algo mais que tecnologia do parceiro: queria aprender a fazer controle de qualidade e a desenvolver sistema mais moderno de gestão de produção. A região em que os projetos de ZDI mais deram certo foi no Delta do Rio YangTse, com centro de negócios em Xangai, a capital econômica da China.



Comentários