Dez anos de Honda no Brasil: o salto de 30 carros/dia para 550

Fonte: Diário ABC - 06/11/07

A limpeza e a organização impressionam, assim como a sincronia de movimentos dos operários da linha de montagem, todos vestidos de branco. A Honda Automóveis do Brasil completou neste mês de outubro dez anos do início das atividades da fábrica de Sumaré, no Interior de São Paulo.

Quando abriu as portas, a fábrica contava com aproximadamente 400 funcionários e sua produção era direcionada a apenas um modelo, o Civic. Hoje, são 2.900 colaboradores para produzir Civic, Civic Si e Fit, que atendem à demanda nacional e também são exportados para países da América Latina.

Enquanto a produção de 1997 foi de 862 unidades, com uma média de 30 carros produzidos diariamente, e a de 1998 foi de 15.783, a previsão é de encerrar 2007 com 105.962 modelos fabricados, com uma média de 550 unidades diárias.

Para conseguir esse resultado, a montadora ampliou seus principais setores – solda, pintura, estamparia, inspeção final, usinagem, logística e linha de montagem – e investiu na compra de maquinário para seções como pintura, estamparia e injeção plástica. Além disso, a área coberta da fábrica foi ampliada, subindo de 50 mil m² para 85 mil m². Atualmente, são 160 mil m² de área construída em um terreno de 1.700.000 m².

Na unidade de Sumaré são realizados os processos de estamparia, hemming, solda, pintura, montagem de motores e transmissão mecânica, injeção de plásticos, linha de montagem e inspeção final.

Complexo tem setores de treinamento e peças

A Honda conta também com um Centro de Treinamento de Serviços no mesmo complexo onde está localizada a Unidade Sumaré. O objetivo é oferecer suporte para que cada profissional esteja capacitado para exercer suas funções com qualidade. Para atender as concessionárias das regiões Norte e Nordeste, a montadora inaugurou em 2006 o Centro de Treinamento Técnico Recife, na capital pernambucana.

Os programas incluem cursos sobre motor, transmissão, freios, suspensão, eletricidade, reparos em carroceria, pintura, gerenciamento de serviços, atendimento a clientes para consultores técnicos e garantia.

Divisão de peças - A Divisão de Peças armazena mais de 15 milhões de componentes em uma área de 26 mil m² localizada no mesmo terreno da fábrica.

O departamento é responsável por abastecer as três áreas de atuação da Honda no Brasil – motocicletas, automóveis e produtos de força – e a demanda de países de todo o mundo, como Estados Unidos, México, Costa Rica, Bélgica, Turquia, Austrália, Japão e Emirados Árabes.

Segundo a montadora, o setor está preparado para atender a pedidos da rede de concessionárias de duas e quatro rodas, fornecendo peças genuínas de reposição – as mesmas aplicadas aos veículos zero-quilômetro na linha de produção.

No final do ano passado, foi inaugurado o Centro de Distribuição de Peças, em Jaboatão dos Guararapes (PE), que responde pelo abastecimento de peças de reposição no Nordeste.

Conheça o processo de produção


A produção de um automóvel tem várias fases. O processo começa na estamparia, onde as chapas de aço são prensadas, repuxadas, cortadas, dobradas e furadas para a fabricação da estrutura do carro. Depois vem a etapa chamada de hemming, que agrega as chapas estampadas para construir peças como porta-malas, portas e capô. Com o auxílio de prensas ou robôs, as partes estampadas são dobradas e fixadas.

O setor de usinagem é responsável pela fabricação de componentes de alumínio, como cabeçote e carcaça de transmissão. Já o setor de injeção de plásticos é onde são feitos painéis e pára-choques. Na Honda, o processo conta com uma injetora de 3.000 toneladas e duas máquinas para 800 toneladas, com capacidade para injetar peças para 800 veículos por dia.

Na área de solda é gravado o número de identificação do chassi e produzido o assoalho do veículo. O piso é unido às laterais, teto, capô, porta-malas e portas. O processo de pintura começa após a saída da carroceria da área de solda.

Na linha de montagem é onde os automóveis tomam sua forma final, recebendo componentes como conjuntos de motor e transmissão, suspensão dianteira e traseira, rodas e pneus, painel, bancos, vidros e pára-choques.



Comentários