Nova sede do Numa/IFM conta com a parceria da Sandvik

Instituições estimulam o intercâmbio de conhecimento entre empresas e academia

Fonte: Assessoria de Imprensa da Sandvik Coromant - 01/11/07
Foto: Numa

A nova sede do Núcleo de Manufatura Avançada e do Instituto Fábrica do Milênio (IFM), inaugurada no final de outubro de 2007, tem como forte parceira a Sandvik Coromant do Brasil. Tradicional patrocinadora de pesquisa e desenvolvimento acadêmico da engenharia de produção dedicada à metal-mecânica no Brasil, a Sandvik Coromant participou do empreendimento com recursos diretos e também com a doação de ferramentas para equipar parte das instalações.

O Numa foi criado em 1996, a partir de projeto de Ministério de Ciências e Tecnologia que visa fomentar a inovação e o desenvolvimento científico voltado à produção industrial. Trata-se de uma organização composta de diversos grupos de pesquisa, inclusive do Departamento de Engenharia de Produção da Escola de Engenharia de São Carlos, da USP.

O Instituto Fábrica do Milênio nasceu em 2002, com uma proposta de ser mais abrangente ainda em relação ao Núcleo de Manufatura Avançada. É formado por uma rede de institutos na área de manufatura no Brasil, que agrega 800 pesquisadores, em 39 grupos de pesquisas. A atuação das duas instituições é voltada para as necessidades da indústria brasileira. Participam da Fábrica do Milênio instituições como a Embrapa, Unicamp, Unesp, Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen), e outras Universidades estaduais e federais do país.

“A nova sede ampliará ainda mais o espaço das indústrias parceiras dentro da universidade, aproximando o conhecimento científico, gerado na academia, das reais necessidades do setor produtivo”, afirma Reginaldo Coelho, professor doutor na USP São Carlos e um dos idealizadores do projeto do Numa e da Fábrica do Milênio.

Segundo ele, o prédio que foi inaugurado é para a engenharia de produção o que um hospital é para uma faculdade de medicina. “A Fábrica do Milênio nos permite formar profissionais para atender de maneira mais adequada as exigências do mercado em relação ao conhecimento científico e à inovação do mercado”, resume. Ele adianta que a Fábrica também abriga desenvolvimentos de pesquisas e testes com produtos. 

A Fábrica do Milênio desenvolve pesquisas em colaboração com empresas e permite integrar suas atividades em âmbito nacional, o que produz uma melhora da qualidade dos projetos e aumenta a abrangência regional e a quantidade de empresas beneficiadas pelos projetos desenvolvidos.

“A Fábrica do Milênio está contribuindo para o crescimento econômico sustentado do país, por meio do aumento de competitividade das empresas aqui instaladas”, diz Coelho.

Construída com o apoio financeiro de empresas privadas, a nova sede do Numa e da Fábrica do Milênio conta com 1200.m2 de área construída e com 08 salas, sendo uma denominada Sandvik-Coromant – Cofecort, além de anfiteatro e outras dependências que poderão ser utilizadas pelas empresas parceiras.

“A Sandvik Coromant já tem uma parceria muito forte com a escola de São Carlos, que inclui apoio técnico, verbas diretas e também patrocínio de projetos de mestrado e doutorado em usinagem”, explica Aldeci Vieira Santos, gerente de Treinamento Técnico da Sandvik Coromant do Brasil.

Para ele, esse trabalho conjunto entre universidade e empresas é de grande importância especialmente nessa fase do desenvolvimento da economia. “A tendência é aumentar a demanda por profissionais qualificados, pois as empresas estão sendo exigidas não só em aumento da produção como também da criatividade e da produtividade, e isso só se obtém com bons profissionais”, finaliza Aldeci Santos.

   
Tópicos:
  



Comentários