Heineken vai investir R$ 1,8 bilhão na construção da sua 15ª unidade no Brasil, em MG

Nova cervejaria será a mais sustentável da companhia no Brasil.


Continua depois da publicidade


A  Heineken e o governo de Minas Gerais anunciaram, nesta quarta-feira (27), que a cervejaria irá investir R$ 1,8 bilhão na construção da sua 15ª unidade no Brasil, na cidade de Passos, ao sul do estado. A nova unidade vai gerar 350 empregos diretos e 11 mil indiretos.

O início das operações da 15ª unidade do grupo no Brasil está previsto para 2025, com a produção das marcas puro malte Heineken e Amstel e capacidade produtiva anual de mais de 5 milhões de hectolitros. A fábrica será a unidade mais sustentável da companhia no país, sendo 100% abastecida por fontes de energia renovável.

Após os entraves que inviabilizaram a instalação da cervejaria em Pedro Leopoldo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), o governador do estado, Romeu Zema, disse que toda a equipe do governo esteve envolvida para garantir a permanência da empresa em Minas Gerais.

Inicialmente, a fábrica seria implantada em Pedro Leopoldo, conforme anunciado pela companhia no final de 2020. Após enfrentar embargos, já que o terreno que abrigaria a unidade fica próximo às cavidades da Lapa Vermelha, área onde foi encontrado o fóssil humano mais antigo das Américas, a Heineken desistiu da instalação da fábrica no município.

Foi aberto um novo processo de seleção para a escolha da cidade que iria receber a nova planta da cervejaria. “Recebemos contato de mais de 200 cidades interessadas e que foram extremamente receptivas e solícitas ao nos abrirem as portas. Ficamos muito felizes com esse reconhecimento e gostaríamos de reforçar nosso agradecimento a todos os municípios”, comenta Mauricio Giamellaro, presidente do Grupo Heineken no país.

Três cidades foram selecionadas como “finalistas”: Passos, Uberaba e Uberlândia. Após nova rodada de análise de cada uma das finalistas, a empresa optou por se instalar em Passos.

ESG

Segundo os representantes da empresa, a escolha de Passos se deve à disponibilidade hídrica, desenvolvimento socioeconômico e facilidade logística para o abastecimento do estado de Minas Gerais e da região Sudeste.


Continua depois da publicidade


A empresa afirma que a primeira unidade produtiva da cervejaria no estado de Minas Gerais será uma referência em práticas socioambientais, uma vez que já será erguida com processos e equipamentos ainda mais modernos e eficientes, em linha com os compromissos estabelecidos pela companhia no último ano.

No pilar ambiental, a nova operação será 100% abastecida por fontes de energia renovável, contribuindo para a meta de neutralidade de carbono anunciada pela empresa em 2021. Entregar mais eficiência hídrica também é premissa da unidade, o que será feito por meio de tecnologias mais avançadas, que colaboram com a redução do consumo de água, e da construção do seu sistema de abastecimento, que permitirá a ampliação da infraestrutura de disponibilidade e captação de água existente, deixando um legado para a comunidade local.

A cidade de Passos também já está dentro do programa de geração distribuída de energia verde da marca Heineken®. Todos os moradores do município terão acesso à energia renovável a partir de um cadastro simples e de forma 100% digital na plataforma da marca, sem necessidade de instalação em casa. Isso significa que todos podem contribuir para reduzir o impacto de cada residência ao meio ambiente e ainda ganhar desconto na conta de luz. O mesmo vale para os bares e restaurantes locais, que podem receber até 15% de redução na conta mensal.

Já no pilar social, o Instituto HEINEKEN Brasil, apresentado ao mercado no início deste mês, definiu um plano inicial de impactar positivamente mais de 80 jovens em situação de vulnerabilidade social da cidade por meio do WeLab by HEINEKEN, programa que busca promover uma relação mais equilibrada com a bebida alcoólica. O Instituto ainda apoiará iniciativas locais de logística reversa de vidro e fomentará duas cooperativas da região.

Heineken no Brasil

A Heineken já possui 14 fábricas e 25 Centros de Distribuições no país, com a geração de mais de 13 mil empregos diretos. A empresa fabrica e comercializa as marcas Heineken, Sol, Kaiser, Bavária, Lagonitas, Bavaria Premium, Bavária 0,0%, Xingu, Amstel, Kirin Ichiban, Schin, No Grau, Devassa, Baden Baden, Eisenbahn, Cintra e Glacial.

Em junho de 2017, a Heineken adquiriu a empresa Brasil Kirin, tornando-se o segundo player no mercado brasileiro de cervejas, com aproximadamente 20% do mercado.

*Com informações da Imprensa do Grupo Heineken e da Agência Minas.




Comentários