Gühring aposta no setor eólico

A empresa tem uma vasta linha de soluções robustas e de alta tecnologia.

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), no ano passado, o Brasil foi o terceiro país que mais instalou energia eólica no mundo. Os investimentos para aumentar a capacidade eólica brasileira foram vigorosos entre 2011 e 2019, quando, segundo a Bloomberg New Energy Finance (BNEF), foram investidos US$ 35,8 bilhões, algo próximo a R$ 190 bilhões em valores atuais. Desde 2019, a fonte eólica é a segunda da matriz elétrica nacional e a que mais tem se expandido, e deve gerar cerca de 200 mil empregos nos próximos anos. 

O supply chain deste segmento é formado por mais de 100 indústrias diretamente ligadas ao setor, que fabricam componentes eólicos, como pás, torres e geradores, além de empresas de serviços que fazem a montagem da turbina eólica (aerogerador), a nacele que abriga diversos equipamentos, entre outros.

A Gühring Brasil está preparada para atender este importante mercado eólico com uma vasta linha de soluções de alta tecnologia “Setores como o de fabricantes de turbina requerem roscas especialmente grandes. O programa da Gühring inclui machos e machos laminadores para roscas tamanhos M16 a M39, especificamente para essas aplicações”, ressalta Neider Oliveira Soares, coordenador de engenharia e Inteligência de Mercado, da Gühring Brasil, empresa global com mais de 120 anos de experiência na produção de ferramentas rotativas.

Peças eólicas Gühring. Imagem: Divulgação.

Indicada também para o segmento eólico, a broca helicoidal HT 800 WP tem geometria de corte, sendo adequada para usinagem de aço, aço inoxidável, ferro fundido e alumínio. Já a família de brocas helicoidais RT 100 é apropriada para realizar furos de diversas profundidades, inclusive em aplicações de furos profundos. Outras soluções como brocas canhão são exemplos de ferramentas para realizar estes tipos de operação.


Continua depois da publicidade


Outro exemplo é a robusta linha Grooving, que pode ser utilizada na indústria eólica, devido a um abrangente programa de barras para torneamento, corte, canais e rosqueamento, composto por aproximadamente 8.000 produtos. “Oferecemos também uma grande diversidade de sistemas de fixação, de componentes para o spindle da máquina, mandris, dentro da linha GM 300”, ressalta Soares. Cita também a linha de alargadores HR500, que são importantes para o mercado eólico e que estão disponíveis com uma vasta linha de soluções robustas e de alta tecnologia.

Soares explica que na fabricação de pás eólicas, a produção dos furos para passagem das hastes roscadas com as quais a pá do rotor é fixada ao hub, pode ser feita com uma broca sólida de metal duro com ponta de PCD, ou com uma broca de ponta intercambiável HT800 com PCD soldado. A operação de rosqueamento pode ser feita com machos laminadores standard para roscas pequenas, bem como machos especiais para roscas grandes.




Comentários