Nova Déli quer criar energia a partir de suas toneladas de lixo

Fonte: Folha Online - 10/03/07

As autoridades de Nova Déli, uma das cidades que mais produz lixo na Índia, estudam transformar em combustível parte das sete mil toneladas de resíduos que se amontoam diariamente nas ruas e lixões da metrópole.

O lixo é, há anos, um grande problema na capital indiana, com 14 milhões de habitantes, onde montanhas de plásticos, latas, papelões e resíduos orgânicos se acumulam em esquinas, nas quais é freqüente ver os mais pobres buscando materiais para reciclar ou, simplesmente, algo para se alimentarem.

Parte dos restos são queimados em fogueiras acesas em plena rua, sem nenhum controle, enquanto a maior parte acaba em enormes lixões nos arredores da capital.

Agora, a prefeitura de Nova Déli decidiu buscar o lado rentável destes gigantescos volumes de lixo, e criar, a partir disso, combustível, por meio do sistema "Combustível Derivado de Resíduos" (RDF, na sigla em inglês), que divide opiniões. Nas últimas semanas, cinco empresas locais concorreram pelos 'direitos' das montanhas de lixo geradas na capital indiana.

Trata-se de aproveitar o calor da incineração para obter energia. Mas, embora seus responsáveis o tenham apresentado como um projeto ecologicamente correto, o fundador da NSWAI (Associação Nacional de Resíduos Sólidos da Índia), Amiya Kumarn, afirma que é 'mais prejudicial que beneficente'.

"O principal problema é que, aqui, o lixo não é separado de forma adequado e, ao ser queimado, libera gases tóxicos", afirmou Kumar, contrário ao pré-acordo firmado por Nova Déli com uma empresa local, para produzir energia a partir da incineração do lixo.



Comentários