Librelato expande atuação internacional depois de aumentar 22% suas exportações em 2020

Empresa iniciou o processo de exportação marítima de dois Semirreboques Carrega Tudo, pescoço removível, para o continente africano.

Os primeiros meses de 2021 foi marcado pela expansão da atuação da Librelato fora do Brasil. A empresa iniciou o processo de exportação marítima de dois Semirreboques Carrega Tudo, pescoço removível, que partiram do Brasil com destino ao continente europeu, mas que posteriormente irão atuar no setor de mineração no território africano.

Os implementos com pescoço removível hidráulico foram projetados para transportar máquinas e equipamentos de grande porte e que necessitam de um ângulo suave de subida, proporcionando mais segurança e agilidade nas operações de carga e descarga na plataforma

Além disso, a Librelato abriu um escritório em Portugal, com o objetivo de ganhar maior visibilidade e maior acesso aos negócios do continente africano, devido a maior proximidade logística, e também em razão das corporações europeias com forte atuação no continente.

Para José Carlos Sprícigo, CEO da Librelato, a empresa olha o mercado externo como um pilar estratégico de crescimento. “A importância que a Librelato dá ao mercado externo traz consigo ações sólidas e duradouras na busca pela expansão internacional. Entendemos que, por meio do acesso aos novos mercados, conseguimos ter uma visão além do horizonte em nossa empresa, internalizando as experiências e conhecimentos obtidos lá fora, que são transformados em soluções e melhorias para nossos produtos e processos. Por esse motivo, seguimos buscando um crescimento sustentável com ganho de participação nos mercados em que atuamos e a construção de alianças sólidas no continente africano”. 

Em julho do ano passado a Librelato realizou sua primeira exportação para o mercado africano. O primeiro País a receber os implementos da marca foi Ruanda, com dois conjuntos de carroceria + reboque Sider para atuação especializada no transporte de bebidas entre Ruanda e Tanzânia, no leste Africano.

Crescimento das exportações

A Librelato se consolida nos Países em que atua com produtos de alta performance, adaptados a necessidade de cada mercado; e estratégias acertadas de posicionamento da marca, por meio de sólidas parcerias com distribuidores locais. Em 2020, a empresa aumentou em 22% suas exportações em comparação ao ano de 2019.


Continua depois da publicidade


“No início de 2020 houve uma forte retração no mercado devido à pandemia global, mas vimos uma recuperação e um aquecimento nas vendas a partir do segundo semestre, o que permitiu fechar o ano de 2020 com crescimento de 22% nas exportações. Com certeza a recuperação do mercado foi surpreendente, superando as expectativas para um período pandêmico”, explica Daniel Zilio, gerente de Exportação e Libreparts.

Os produtos mais exportados pela Librelato são os Semirreboques Graneleiro Tradicional e Pró-Nio; Semirreboques Basculante Tradicional; Semirreboques Carga Seca Tradicional e Pró-Nio; Semirreboques Furgão Lonado; e ainda Semirreboques Tanques.

Projeto de expansão das exportações

A Librelato está abrindo novos mercados também na América do Sul por meio do MoveBrazil, Programa de Internacionalização da Indústria de Implementos Rodoviários da qual a Librelato faz parte. O Programa foi lançado há três anos e conta com organização da Anfir e Apex-Brasil, Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos.

“As exportações são extremamente importantes para nossos resultados de vendas, pois durante os altos e baixos do mercado interno essa atividade nos ajuda a manter um ponto de equilíbrio nos negócios”, finaliza Zilio.




Comentários