Exclusiva

Rota 2030: Fundep destina até R$ 15 milhões para projetos de PD&I para o setor ferramental

As pré-propostas podem ser submetidas a partir do dia 03/05/2021, com prazo aberto até o dia 31/05/2021.


Continua depois da publicidade


A Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep) lançou no último dia 15, uma nova chamada pública de Pesquisa e Desenvolvimento & Inovação (PD&I) da Linha IV – Ferramentarias Brasileiras Mais Competitivas, do programa Rota 2030. De acordo com a Fundação, serão aportados um valor global de até R$ 15 milhões em projetos de Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs), em parceria com empresas e startups de todo o Brasil. A chamada pública está dividida em dois eixos: Eixo I: Projetos de aperfeiçoamento e implementação; e Eixo II: Desenvolvimento a partir de demonstradores.

O anúncio foi realizado em Live da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA). Durante a live de lançamento estiveram presentes: a coordenadora de programas da Fundep, Ana Eliza Braga; a pesquisadora do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT); Ana Paola Villalva Braga; o gerente de Tecnologia e Inovação da Engenharia de Manufatura da GM América do Sul e membro do Comitê Técnico da Linha IV, Carlos Sakuramoto; e o diretor da AEA, Anderson Suzuki.

Chamada

O objetivo da chamada é fomentar o intercâmbio científico e tecnológico entre grupos de pesquisa e a cadeia automotiva para o desenvolvimento de programas de capacitação técnico, científico e gerencial para elevar a produtividade e competitividade da cadeia nacional de ferramentaria ao patamar mundial. Esta é a segunda chamada de PD&I lançada pela Linha IV. Já estão em desenvolvimento nove projetos de PD&I, com o aporte de R$ 29 milhões da Fundep.

Poderão participar da chamada Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs), em parceria com empresas e startups de todo o Brasil. 

A previsão de aporte financeiro, pela Fundep, será de até R$ 1.500.000,00, para cada um dos projetos do Eixo I: Projetos de aperfeiçoamento e implementação, e até R$ 3.500.000,00, para cada um dos projetos do Eixo II: Desenvolvimento a partir de demonstradores.


Continua depois da publicidade


A previsão é investir um valor global de até R$ 15 milhões.

As pré-propostas podem ser submetidas a partir do dia 03/05/2021. O prazo vai até 31/05/2021 e o processo de submissão é realizado por meio de sistema disponibilizado pela Fundep.

Os participantes das propostas precisam apresentar as seguintes contrapartidas financeiras e/ou econômicas:

  • Ao menos 10% de contrapartidas financeiras e/ou econômicas para o conjunto de ICTs;
  • Ao menos 30% de contrapartidas financeiras e/ou econômicas para o conjunto de empresas.

Saiba todas as informações da chamada aqui.

As dúvidas podem ser encaminhadas para o e-mail chamadasrota@fundep.com.br.

Sobre o Rota 2030

O Rota 2030 é um programa do Governo Federal com o objetivo de ampliar a competitividade e a capacidade produtiva da indústria automotiva nacional.

Com metas mensuráveis, cada ciclo do Programa conduzirá as empresas em uma trajetória de adaptação aos novos instrumentos, estímulo para a programação dos investimentos e reorientação para os próximos passos.

Assim, a iniciativa abre um cenário de oportunidades para as empresas do setor investirem no desenvolvimento e na aplicação de novas tecnologias, consolidando um modelo fabril competitivo e inserido na produção global de veículos automotores.

Sobre a Linha IV

O setor ferramenteiro está em destaque no Programa Rota 2030. A Linha IV – Ferramentarias Brasileiras mais Competitivas visa solucionar as dificuldades de empresas com baixa produtividade e defasagem tecnológica, capacitando a cadeia de ferramental de produtos automotivos para atingir competitividade em nível mundial.

A partir da aliança entre os principais atores que representam o conhecimento do setor (empresas, entidades representativas e Instituições de Ciência e Tecnologia – ICTs), serão habilitadas as competências necessárias para capacitar a cadeia de ferramentarias.

A coordenação técnica da Linha IV é do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT).




Comentários