John Deere investe US$ 40 milhões e inicia produção de motoniveladoras no Brasil

Companhia nacionalizou produtos, que trazem versatilidade e tecnologia ao mercado.

Com um investimento de US$ 40 milhões, John Deere passa a produzir motoniveladoras na fábrica de Indaiatuba, em São Paulo. O investimento também proporcionou a ampliação de 12 mil m² da unidade fabril para acomodar a nova linha de montagem. Para executivo da empresa, as vendas de máquinas da linha amarela estão em um "bom momento".

“Essa nacionalização é essencial, porque as motoniveladoras são versáteis e estão no centro das principais obras de infraestrutura, que é a base para muitos setores da economia, tais como logística, agricultura, construção civil, saneamento básico, dentre outros. Portanto, desenvolver a infraestrutura significa contribuir diretamente para a retomada do crescimento econômico, o desenvolvimento social, na redução do custo Brasil e, consequentemente, para o aumento da competitividade”, afirma Adilson Butzke, diretor de vendas da divisão Construção da John Deere na América Latina.   

De acordo com a Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema), houve um crescimento de mais de 30% nas vendas de máquinas da linha amarela no primeiro semestre deste ano, em comparação ao mesmo período em 2019. “O mercado brasileiro de máquinas de construção vive um bom momento. Certamente o novo equipamento vai aportar muito mais valor aos negócios dos nossos clientes”, diz Butzke.

Novidades

A empresa produzirá no Brasil três modelos de motoniveladoras, 620G, 670G e 770G. Segundo a empresa, a série G entrega maior eficiência e potência . Os modelos 670 são equipados com motor de 9 litros para ganho de produtividade, e as 620 são máquinas menores e mais econômicas. Toda a série possui o modo Eco que, quando ativado, reduz a rotação do motor e otimiza o consumo de combustível. A cabine das motoniveladoras daJohn Deere também oferece mais visibilidade da operação, melhorando a ergonomia do operador.

“Sem contar que, seja no canteiro de obras, em atividades agrícolas ou na construção de estradas, o suporte conectado JJohn Deere e a assistência da rede de distribuidores fazem a diferença para os clientes”, pontua Thomás Spana, gerente de vendas da divisão para o Brasil.


Continua depois da publicidade


A John Deere também está dando mais um passo no desenvolvimento tecnológico de suas escavadeiras. Nesse produto, a companhia realizou ajustes para aumentar a estabilidade das esteiras, além de inserir um pacote de iluminação adicional para proporcionar mais visibilidade em ambientes fechados e operações noturnas. Também foi inserida uma tampa de válvula de controle que oferece proteção para o comando hidráulico em operações mais severas; ajustes na câmera de ré para dar mais visibilidade para manobras, que resulta em segurança nas operações; e mudanças externas nos adesivos, com um design mais moderno.

A companhia também está com uma nova família de caçambas, com ângulo de ataque e redução da massa (peso) de até 30%, melhorias que tornam a escavadeira mais eficiente e garantem menor consumo de combustível por conta do modo Eco de potência.




Comentários