Starrett pratica atividades de gestão ambiental aliadas à economia

Fonte: Assessoria de Imprensa da Starrett - 04/10/07    

A fábrica brasileira da Starrett, empresa destinada à fabricação de ferramentas, vem conseguindo com sucesso desenvolver um programa focado na gestão ambiental. O trabalho, comandado pelo departamento de garantia da qualidade, envolve diretamente todos os funcionários da fábrica e a comunidade onde a empresa está inserida, a cidade de Itu, a 90 km de São Paulo.

Há mais de 50 anos no Brasil, a Starrett sempre teve uma postura ativa frente ao meio ambiente. “Esta sempre foi uma preocupação da companhia como um todo. Não é porque hoje se fala muito em meio ambiente que resolvemos adotar práticas ambientais na empresa. Aqui isso sempre existiu”, avisa o diretor de marketing da Starrett, Christian Arnsten.

Além das práticas bastante comuns de coletas seletivas, palestras, plantação de mudas de árvores junto aos filhos dos funcionários na cidade, a Starrett também recolhe pilhas, baterias e lâmpadas de mercúrio. “Todos os meses são gerados mais de 100 kg de lixo reciclável. Este material é todo encaminhado para a cooperativa de materiais reciclados de Itu. Ajudamos na renda das famílias que participam deste trabalho e evitamos o desperdício e a emissão de poluentes”, explica Joyce Guerino, responsável pela área de meio ambiente do departamento de garantia da qualidade da empresa.

Outros procedimentos adotados são a gestão de resíduos industriais, o isolamento acústico de máquinas e prensas e a utilização de gás ecológico na câmara fria do refeitório. “Estamos em dia com todos os órgãos ambientais, e sempre procuramos ir além. Na Starrett nós acreditamos que trabalhar ao lado do meio ambiente traz resultados no presente e no futuro”, diz Joyce.

A afirmação pode ser constatada na última ação que o departamento realizou junto ao setor industrial. A empresa utilizava aproximadamente quinze tonéis de thinner puro por mês na lavagem de peças. Hoje, por meio de uma empresa especializada, este material passou a ser recuperado e reutilizado dentro da empresa e com esta substituição a Starrett economiza cerca de R$ 11 mil mensais. Segundo Joyce “esta é mais uma prova de que é possível aliar gestão ambiental a economia da empresa”.
 
Clique aqui para saber mais sobre a Starrett
Tópicos:
  



Comentários