Finep destinará R$2,8 bilhões para a ciência e tecnologia

Fonte: Finep - 04/10/07
   
A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) tem previsão orçamentária de R$ 2,8 bilhões para 2008. Deste montante, R$ 2 bilhões são recursos do FNDCT (Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico Tecnológico), operados como financiamento não reembolsável para universidades, instituições de pesquisa, institutos tecnológicos e empresas na forma de subvenção, enquanto o restante será para operações de crédito.

São R$ 800 milhões a mais do total destinado para o exercício de 2007. Na operação dos fundos setoriais, que compõe a maior parte do FNDCT, foram estipulados 30%, no mínimo, para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, num processo de concorrência. Ou seja, a liberação da verba está automaticamente atrelada à qualidade dos projetos apresentados, conforme vários programas de atuação. Os editais serão lançados em 2008.

Um dos braços de atuação da Finep é a concessão de crédito para empresas que fazem inovação, focada em pesquisa e desenvolvimento. A Finep pratica uma política de financiamento com juros subsidiados por meio da equalização da taxa de juros, com recursos do FNDCT. "Isso nos permite praticar taxas de juros reais negativas em áreas da política industrial", esclareceu o presidente do Finep, Luis Fernandes.

Toda a atividade de fomento e pesquisa da Finep depende destes recursos, como a construção de laboratórios e a interligação em rede de todas as unidades de pesquisa do País.

A Finep atua em consonância com a política do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), em estreita articulação com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
Tópicos:
  



Comentários