Voith Hydro instala solução inovadora em hidrelétrica brasileira, com importantes características sustentáveis

Unidade geradora StreamDiver beneficia usinas minimizando custos operacionais.

A Voith Hydro, divisão do Grupo Voith que desenvolve serviços e soluções para hidrelétricas em todo o mundo, concluiu a instalação de sete unidades geradoras StreamDiver na usina CGH Nogueira, localizada no Rio Chopim, perto do município de São Jorge do Oeste (PR). O complexo, que deve iniciar operações em agosto, será o primeiro no Brasil a utilizar a solução - hoje, considerada referência global em confiabilidade, eficiência e economia para o segmento das CGHs (Centrais de Geração Hidrelétrica).

"Já instalamos todos os equipamentos na planta, que terá potência instalada de 5MW. O processo de comissionamento já foi iniciado. A Voith Hydro está aplicando nesse projeto uma tecnologia inovadora, a mais amigável ao meio ambiente, porque é 100% livre de óleo e graxa. Além disso, como não emite ruídos, não perturba a fauna terrestre e aquática", destaca Rodrigo Miranda, responsável pelo mercado brasileiro de PCHs da Voith Hydro. "Para centrais como essa, construída em aproveitamentos de baixa queda d’água, é a solução que oferece o melhor custo-benefício também. Geralmente, nos projetos de usinas hidrelétricas, temos a relação construção civil versus fornecimento eletromecânico em 70% e 30%, respectivamente. A StreamDiver equilibra os custos em cerca de 50%, devido à redução dos custos da construção civil proporcionada pela solução".


Continua depois da publicidade


Projetada com design robusto, a StreamDiver possui menos componentes que as demais soluções no mercado, o que a torna mais fácil de montar e manusear, reduzindo a possibilidade de ocorrerem falhas. Simultaneamente, confere maior produtividade e economia de tempo. Como sua planta é padronizada, modular, leve e pequena, os custos associados ao transporte e à montagem também são menores. Além disso, por utilizar o estado da arte da tecnologia Voith, a unidade geradora dispensa manutenções complexas - e os intervalos de serviço, que incluem a remoção das unidades e de suas respectivas casas de força, são mais longos, acima de dez anos. As vantagens incluem, ainda, custos operacionais (OPEX) mais baixos que os verificados nas soluções convencionais já conhecidas pelo mercado.

De acordo a Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês), o Brasil é o terceiro maior gerador de energias renováveis do mundo - aquelas que não liberam resíduos ou gases poluentes na atmosfera - e o segmento de PCHs e CGHs (Centrais Geradoras Hidrelétricas) apresenta grande potencial de crescimento no país. "Hoje, 85% de todas as barragens e represas existentes no mundo permanecem sem uso para a geração de energia hidrelétrica. Com a StreamDiver, a Voith Hydro oferece soluções que exploram esse potencial, gerando energia sustentável, em harmonia com a natureza", destaca Miranda. O executivo também ressalta a importância do projeto para o desenvolvimento do Brasil. "Este período desafiador pelo qual estamos passando mostrou a todos como os serviços essenciais precisam se manter, com segurança. Estamos orgulhosos por poder colaborar com o setor energético, através das nossas soluções tecnológicas. Todo o time Voith está empenhado nesse trabalho".




Comentários