Fábricas de autopeças investem na nova geração do flex

Fonte: Gazeta Mercantil - 01/10/07

As fabricantes de autopeças preparam novos programas de investimentos para a segunda fase da tecnologia flex fuel. Com reforço na pesquisa e engenharia, as autopeças especializadas em sistemas de injeção para veículos que rodam com mais de um combustível - Magneti Marelli , Robert Bosch e Delphi - adaptam suas fábricas para lançar no mercado brasileiro novo produto, que permitirá melhorar a partida a frio dos carros movidos a álcool, reduzir o consumo e emissões de poluentes.

'Essa nova fase é mais importante que as anteriores, pois vamos direcionar investimentos em pesquisas para aperfeiçoar a tecnologia', diz Silverio Bonfiglioli, que comanda a Magneti Marelli nas Américas do Sul e do Norte. A empresa elevará de 240 para 330 os engenheiros do seu centro de pesquisa em Hortolândia, interior paulista. Mais da metade deles está alocada no desenvolvimento do sistema flex.

A Robert Bosch, com 400 engenheiros para pesquisa dessa tecnologia, também já iniciou a ampliação da equipe e investirá R$ 140 milhões em sua fábrica de Campinas (SP). 'Vamos aumentar a força da engenharia porque o setor automotivo está crescendo muito', afirma Besaliel Botelho, vice-presidente executivo da empresa.

Entre os vários setores da Delphi no Brasil, que tem 300 engenheiros de desenvolvimento, o maior crescimento foi na área de pesquisa.
Tópicos:



Comentários