Espírito Santo ganha mais investimentos da ArcelorMittal

Resultado de um investimento da ordem de R$ 10 milhões, a unidade terá capacidade de produção de aproximadamente 50 mil toneladas por ano e produzirá tubos de aço carbono com solda helicoidal

O município de Serra vai abrigar, ainda neste semestre, uma nova unidade produtiva da ArcelorMittal Projects Brasil. A licença de instalação da fábrica, que ficará localizada no condomínio TIMS, em Serra (ES), foi oficializada nesta sexta-feira, dia 24, na prefeitura do município, com presença de Secretarias locais: José Eduardo Azevedo (Desenvolvimento Econômico), Mirian Guidine Soprani (Desenvolvimento Urbano) e Áurea da Silva Galvão Almeida (Meio Ambiente).

Resultado de um investimento da ordem de R$ 10 milhões, a unidade terá capacidade de produção de aproximadamente 50 mil toneladas por ano e produzirá tubos de aço carbono com solda helicoidal, com diâmetros de até 2.850 mm e espessuras de até 25 mm. Também  contará com um centro de serviço e armazenagem de estacas pranchas metálicas laminadas a quente, produzidas pelo Grupo ArcelorMittal na Europa e comercializadas pela equipe da ArcelorMittal Projects.

Estes materiais são amplamente utilizados em grandes projetos de fundações e contenções, como construções portuárias, barragens, diques, pontes, passagens subterrâneas, ampliação de rodovias, subsolos e contenções temporárias.


Continua depois da publicidade


De acordo com o gerente da planta, Anderson Caliman, a escolha pelo município de Serra se deu principalmente pela sua localização estratégica, próxima da ArcelorMittal Tubarão, fornecedora de bobinas de aço e principal matéria-prima utilizada na fabricação dos tubos. A decisão pelo local foi favorecida, ainda, por sua proximidade de importantes rodovias e do complexo portuário de Tubarão.

Segundo Caliman, a fábrica terá um galpão de 4.200 m² e área de estocagem de 21.000 m² já construídos e que, desde janeiro passado, estão sendo adequados à nova operação. A previsão é de que a instalação de todo o maquinário necessário e a conclusão dos trabalhos se dê até junho deste ano, dando início às atividades da unidade.

Com um processo produtivo considerado limpo, a fábrica seguirá à risca as ações previstas no Plano de Controle Ambiental, bem como as condicionantes determinadas visando garantir o menor impacto ambiental, um sério compromisso do grupo ArcelorMittal.

Tópicos:



Comentários