Abimaq teme falta de crédito para compras de máquinas a partir de abril

Já para economista, o produtor não tem que ficar preocupado com recursos do governo pois há juros livres tão em conta quanto o Plano Safra

A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) teme falta de crédito para compras de máquinas a partir de abril, mesmo com metade do recurso anunciado para o Moderfrota no Plano Safra 2019/2020 ainda disponível.

O economista-chefe da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul), Antônio da Luz, afirma que os recursos oficiais e as políticas públicas não podem ser desenhadas com base em interesses da indústria. “É para o produtor comprar, não para a montadora vender. Há uma grande diferença”, diz.

O especialista também estranha a preocupação com linhas do governo. “Os juros estão absurdamente elevados, o dobro da Selic. Enquanto isso, há vários agentes financeiros oferecendo linhas próprias de investimentos aos mesmos níveis do Moderfrota. Então o questionamento é: até quando vamos ficar dependendo do governo?”, questiona.

Tópicos:
              



Comentários