Produção de fundidos em janeiro recupera perdas típicas de finais de ano

Produção de fundidos em janeiro recupera perdas típicas de finais de ano - Alta foi de 23,6% em relação a dezembro de 2019.


Continua depois da publicidade


A produção brasileira de fundidos totalizou 167 mil t em janeiro, segundo levantamento mensal realizado pela ABIFA, divulgado dias 18 e 19 de fevereiro, nas Reuniões Plenárias da entidade realizadas em sua sede, em São Paulo (SP), e em Criciúma (SC).

O volume produzido no primeiro mês de 2020 é 4,1% inferior ao do mesmo período de 2019, porém 23,6% superior às 135,3 mil t fundidas em dezembro passado, dando a entender que o mercado está se recuperando das tradicionais quedas de final de ano.

O mercado automotivo, que absorve 50,4% da produção de fundidos, também sofreu perdas no período. De acordo com a ANFAVEA – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, a produção de autoveículos caiu 3,9% no comparativo Jan2020/Jan2019, totalizando 199,1 mil unidades. No comparativo com dezembro de 2019, este volume corresponde a uma alta de 12,2%.

Das 167 mil t fundidas em janeiro de 2020, o mercado interno absorveu 148 mil t. As demais foram exportadas. Comparativamente, os embarques em relação a dezembro de 2019 caíram 20,5%, enquanto a queda em relação a janeiro do mesmo ano foi de 29,1%. Em valores, devido principalmente à questão cambial, as baixas foram de 32,4% e 33,8%, respectivamente.


Continua depois da publicidade


Perspectivas para 2020

De acordo com Afonso Gonzaga, presidente da ABIFA, os meses de janeiro não refletem necessariamente a tendência do ano, cujo potencial de crescimento é de 6% em relação aos 2,28 milhões de toneladas fundidas em 2019.

Esta projeção é baseada nas estimativas dos principais consumidores de fundidos, nos índices de intenção de investimentos da indústria e no “destravamento” de uma das mais relevantes demandas reprimidas do setor de fundição: a infraestrutura, que deve alavancar o segmento em 2020.

Tópicos:



Comentários