BNDES aprova empréstimo de US$ 370 milhões para exportações

Segundo matéria publicada no Correio Braziliense, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou em dezembro de 2019 quatro empréstimos que será usado para investimento na exportação de aviões, caminhões e ônibus.

O valor do investimento será de US$ 370 milhões e espera-se que ele possa assegurar cerca de 38 mil empregos no país.

Entenda quais serão os benefícios

As empresas beneficiadas foram a Embraer, Scania, Marcopolo e Mercedes.

Ainda, de acordo com notícia publicada na página do BNDES, a operação firmada para exportar 11 aeronaves para a American Air Lines, empresa localizada nos Estados Unidos, pretende preservar cerca de 18 mil postos de trabalho da Embraer, todos com exigência de qualificação alta.

As empresas Marcopolo e Mercedes intencionam exportar para o Chile cerca de 258 ônibus, preservando cerca de 17 mil empregos.

A indústria da Scania sediada em São Bernardo do Campo, São Paulo, será beneficiada com a manutenção de cerca de 3 mil trabalhadores, que serão alocados na produção de ônibus e caminhões para o Peru.


Continua depois da publicidade


Além disso, com a liberação do empréstimo contribuirá para a consolidação da indústria exportadora brasileira, através da geração de emprego e renda e tornando-a mais competitiva

Saiba quais serão os números e valores desembolsados pelo BNDES

O total que será desembolsado poderá chegar até US$ 370 milhões, que por empresa significará os seguintes números:

Embraer:

  • permitirá produção de 11 aeronaves modelo E175;
  • financiamento de até US$ 285 milhões, que corresponde a 85% do valor que totaliza o investimento total (US$ 335,3 milhões).

Marcopolo/Mercedes

  • total de operações aprovadas: 2 (para a Marcopolo e para a Mercedes do Brasil)
  • valor deverá ser direcionado para a produção de até 258 ônibus que tenham fabricação brasileira;
  • valor total dos financiamentos podem atingir até o limite de US$ 70,7 milhões.

Scania

  • concedeu aprovação de até US$ 15 milhões em financiamento para a Scania Latim America;
  • preservação de cerca de 3.000 postos de trabalho.



Comentários