Cientistas lançam rede para pesquisa e inovação aeroespacial brasileira

Chamada Brazilian Aerospace Research and Inovation Network (Barinet) a rede conecta produção científica com indústria de exploração espacial

Um grupo de cientistas brasileiros lançou em setembro deste ano a Brazilian Aerospace Research and Inovation Network (Barinet), rede de pesquisa e inovação com objetivo de resolver as demandas e problemas da indústria aeroespacial brasileira. A rede, segundo O Estado de S.Paulo, é composta por pesquisadores e professores de diversas universidades públicas do país. Informações são do Estadão Link.  

De acordo com o portal, o projeto é liderado por cientistas do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). 

Além de criar e alimentar uma rede cooperativa, que conecta especialistas na área, a Barinet também tem como meta atuar como ponte entre a ciência acadêmica e a indústria de exploração espacial, já que é muito comum que a produção científica fique somente no universo acadêmico.  

Dessa forma, a indústria aeroespacial pode buscar soluções para seus projetos na rede de especialistas e pesquisadores da Barinet, ao invés de desenvolver a solução do zero, buscando cientistas manualmente. 


Continua depois da publicidade


Nesse primeiro momento, a Barinet está preocupada em identificar as competências dos pesquisadores da rede, além de atrair pesquisadores e universidades interessadas em participar do projeto. Os interessados devem procurar Emília Villani, cofundadora do projeto e pesquisadora do ITA, pelo e-mail evillani@ita.br.  

“Queremos aumentar a colaboração para transformar a pesquisa em inovação que possa ser incorporada a produtos e gerar retorno à sociedade... incentivar alunos e pesquisadores a abrirem suas próprias startups no setor”, explica Villani. 




Comentários