Volkswagen testa computador quântico em ônibus MAN para fugir do trânsito

Projeto piloto em Lisboa calcula a rota mais rápida em tempo real

A Volkswagen testará em Lisboa, capital portuguesa, um projeto piloto para melhorar o trajeto de ônibus a partir de computadores quânticos. Nove ônibus MAN da operadora Carris foram equipados com um sistema de gerenciamento de tráfego que usa o computador quântico D-Wave para calcular a rota mais rápida em cada um dos trechos pelos quais os veículos trafegam e fugir do trânsito.

Para o projeto, 26 paradas foram selecionadas e conectadas. O teste ocorre durante a conferência de tecnologia WebSummit que acontece em Lisboa entre os dias 4 e 8 de novembro. Segundo a empresa, o sistema ajuda a reduzir significativamente o tempo de viagem, mesmo durante períodos de pico de trânsito. Para os especialistas da Volkswagen, esse desenvolvimento pode ter um efeito positivo adicional: como os ônibus trafegam por rotas otimizadas individualmente, calculadas para garantir que nunca causem congestionamentos, pode haver uma melhora geral no fluxo de tráfego.

A ideia é que as operadoras de ônibus adicionem links temporários aos serviços programados para atender paradas com o maior número de passageiros. Essa seria uma abordagem para grandes eventos na cidade, por exemplo.


Continua depois da publicidade


“Na Volkswagen, queremos expandir ainda mais nosso conhecimento especializado no campo da computação quântica e desenvolver um entendimento profundo da maneira como essa tecnologia pode ser utilizada de maneira significativa na empresa e a otimização de tráfego é uma das aplicações em potencial. O gerenciamento inteligente de tráfego com base nos recursos de desempenho de um computador quântico pode fornecer suporte eficaz para cidades e passageiros”, declara o CIO do Grupo Volkswagen, Martin Hofmann.

“O uso da computação quântica pela Volkswagen para resolver problemas globais generalizados, como o gerenciamento inteligente de tráfego, é um exemplo do impacto real que os aplicativos quânticos terão em breve em nossas cidades, comunidades e vida cotidiana. Desde que construímos o primeiro computador quântico comercial, o D-Wave se concentra no projeto de sistemas que permitem o desenvolvimento de aplicativos quânticos que agregam valor aos negócios. O projeto piloto da VW é um dos primeiros que conhecemos para fazer uso da produção de um computador quântico e sua inovação contínua nos aproxima mais do que nunca de realizar uma computação quântica verdadeira e prática”, complementa o CEO da D-Wave, Vern Brownell.

A VW planeja projetar o sistema para que ele possa ser aplicado a qualquer cidade e a frotas de qualquer tamanho. Outros projetos pilotos para cidades na Alemanha e em outros países europeus já estão sendo estudados. A empresa acredita que o sistema para otimizar o tráfego poderia ser oferecido a empresas de transporte público, empresas de táxi ou operadores de frotas.




Comentários