PSA investe R$ 220 milhões para introduzir plataforma CMP em Porto Real

Aporte vai para modernizar fábrica brasileira e produzir novos modelos

O Grupo PSA fará um novo investimento de R$ 220 milhões para modernizar a fábrica de Porto Real (RJ) a fim de prepará-la para produzir novos carros sobre a plataforma modular compacta CMP (common modular plataform) a partir de 2020. Em comunicado enviado na terça-feira, 8, a empresa informa que além desse aporte fará outros incrementais futuramente para a produção dos modelos que serão montados sobre a nova base.

As mudanças começam no mês que vem. Para isso, o complexo vai paralisar suas operações industriais entre novembro e janeiro, já considerando o período de férias coletivas estabelecidas anteriormente para a unidade.

“Continuamos investindo em Porto Real, que tem passado por uma grande transformação industrial e digital para mantê-la como uma das fábricas mais competitivas do Groupe PSA no mundo, e a implementação das mudanças para recebermos a nova plataforma CMP vem coroar este processo”, afirma o presidente do Grupo PSA Brasil e América Latina, Patrice Lucas.


Continua depois da publicidade


O executivo reforça que a nacionalização da nova plataforma permitirá o lançamento de novos veículos no Brasil, embora não cite quais. A alta flexibilidade da CMP permite montar modelos de categoria B e C com carrocerias hatch, sedã ou SUV. Esta última opção é a mais provável para o Brasil, uma vez que a fábrica da PSA em Palomar, na Argentina, está em processo final da introdução de uma das variantes da plataforma CMP para o lançamento de um novo veículo, provavelmente o novo Peugeot 208 totalmente redesenhado e apresentado na Europa durante o Salão de Genebra, em março deste ano. Cogita-se na imprensa especializada que o hatch compacto pode ser o eleito para a fábrica argentina com produção a partir de 2021. Com isso, abre-se um possível espaço para a produção de um SUV no Brasil.

“Nossa intenção é de lançar um novo produto por ano, por marca, na região da América Latina, em linha com nosso plano estratégico Push to Pass”, completa o executivo.

Plataforma moderna, fábrica à altura

A plataforma CMP é considerada bastante moderna por ser flexível e por agregar características relevantes aos projetos de veículos cuja estrutura oferece menores níveis de vibração, além de maior conforto acústico e térmico. Em Porto Real, ela será fabricada na mesma linha de produção da plataforma BVH1 utilizada atualmente pela unidade para a montagem dos modelos Peugeot 208 e 2008 e os Citroën C3, Aircross e C4 Cactus.

O processo de modernização contará com uma transformação em diferentes áreas produtivas da fábrica. O investimento contemplará a instalação de 30 novos robôs, especialmente na área da chaparia (solda de carrocerias), que se somarão aos 245 já existentes. Também neste mesmo setor, a empresa vai alocar um processo polivalente inédito para a produção tanto dos novos veículos na CMP quanto os montados na atual plataforma BVH1.

Já nas áreas de pintura e montagem, o foco é a automação de processos, incluindo novas parametrizações e equipamentos, o que vai garantir maior eficiência nas linhas. A empresa também diz que o projeto de transformação industrial contempla ações estruturais para uma significativa redução no consumo de energia da planta fabril.

Grande parte dos processos e equipamentos existentes continuarão sendo utilizados para também montar os modelos a serem produzidos a partir da CMP.

Tópicos:



Comentários